Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Sistemas sírios de defesa antiaérea repelem novo ataque de Israel

Os sistemas antimíssil do exército sírio repeliram neste sábado (10) um novo ataque lançado por Israel no espaço aéreo sobre a parte central do país, informa a televisão estatal.


Sputnik

Originalmente, o comunicado indicava a província de Damasco, mas informações posteriores não mencionam a província.


Caça F-15 da Força Aérea Israelense (arquivo)
F-15 Eagle da força aérea de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit

Durante o segundo ataque, os militares israelenses atacaram 12 alvos no território sírio, incluindo três baterias de sistemas de defesa aérea e quatro instalações iranianas, informou o exército israelense.

O incidente vem horas depois de o exército de Israel anunciar ter atacado os sistemas iranianos de controle de drones após o envio de "um veículo não tripulado ao espaço aéreo israelense", segundo a agência AP.

Além disso, os militares israelenses relataram um "fogo massivo antiaéreo sírio", que derrubou um caça F-16 ao norte de Israel. Os pilotos do avião estão salvos.

Após a derrubada do avião, Israel ativou os sistemas de alarme de ataque aéreo no norte do país e fechou uma parte de seu espaço aéreo. Por sua parte, a agência síria SANA informa, citando fontes militares, que os meios sírios de defesa antiaérea alcançaram mais que um avião israelense.

Devido aos incidentes aéreos entre Israel e a Síria, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está mantendo consultas na área de segurança para aprovar "as ações necessárias" em tempo real, segundo o Haaretz.

Posteriormente as autoridades israelenses declararam que a maior parte do espaço aéreo sobre o país foi encerrada. Entretanto, o Aeroporto Internacional Ben Gurion, o principal do país, está funcionando com normalidade apesar dos incidentes com a aviação militar.


Postar um comentário