Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Sistemas sírios de defesa antiaérea repelem novo ataque de Israel

Os sistemas antimíssil do exército sírio repeliram neste sábado (10) um novo ataque lançado por Israel no espaço aéreo sobre a parte central do país, informa a televisão estatal.


Sputnik

Originalmente, o comunicado indicava a província de Damasco, mas informações posteriores não mencionam a província.


Caça F-15 da Força Aérea Israelense (arquivo)
F-15 Eagle da força aérea de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit

Durante o segundo ataque, os militares israelenses atacaram 12 alvos no território sírio, incluindo três baterias de sistemas de defesa aérea e quatro instalações iranianas, informou o exército israelense.

O incidente vem horas depois de o exército de Israel anunciar ter atacado os sistemas iranianos de controle de drones após o envio de "um veículo não tripulado ao espaço aéreo israelense", segundo a agência AP.

Além disso, os militares israelenses relataram um "fogo massivo antiaéreo sírio", que derrubou um caça F-16 ao norte de Israel. Os pilotos do avião estão salvos.

Após a derrubada do avião, Israel ativou os sistemas de alarme de ataque aéreo no norte do país e fechou uma parte de seu espaço aéreo. Por sua parte, a agência síria SANA informa, citando fontes militares, que os meios sírios de defesa antiaérea alcançaram mais que um avião israelense.

Devido aos incidentes aéreos entre Israel e a Síria, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está mantendo consultas na área de segurança para aprovar "as ações necessárias" em tempo real, segundo o Haaretz.

Posteriormente as autoridades israelenses declararam que a maior parte do espaço aéreo sobre o país foi encerrada. Entretanto, o Aeroporto Internacional Ben Gurion, o principal do país, está funcionando com normalidade apesar dos incidentes com a aviação militar.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas