Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Soldados franceses morrem em explosão no Mali

Dois soldados franceses foram mortos e outro ficou ferido em uma explosão nesta quarta-feira no Mali, segundo informou o gabinete do presidente da França, Emmanuel Macron.


Sputnik

Atualmente, de acordo com a AFP, há cerca de 4 mil militares franceses no Mali e em países vizinhos, para conter ações de grupos jihadistas que vêm realizando uma série de ataques e sequestros, inclusive contra estrangeiros. 


Soldados do Mali em ponto de controle de Timbuktu, em 5 de fevereiro de 2016
Soldados do Mali © REUTERS/ Moulaye Chirfi

Os dois soldados mortos hoje foram vítimas de uma mina terrestre, em local não especificado. Eles pertenciam a um regimento de cavalaria baseado em Valence, cidade da região francesa de Auvergne-Rhône-Alpes. O presidente Macron enviou condolências às famílias dos militares, destacando que a operação contra o terrorismo na região também provocou "golpes severos" aos inimigos.

As mortes desta quarta-feira elevam para 12 o número de baixas francesas desde o início da operação Barkhane, lançada há mais de três anos contra as organizações terroristas que tomaram conta do norte do Mali em 2012.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas