Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Suécia está disposta a enviar tropas a Donbass

A Suécia poderá enviar suas tropas para o leste da Ucrânia para apoiar a missão da ONU, afirmou o ministro da Defesa sueco, Peter Hultqvist, em entrevista à emissora Sveriges Radio.


Sputnik

No âmbito da Conferência de Segurança de Munique, o ministro da Defesa disse que a Suécia está pronta a apoiar a ONU caso esta decida enviar pacificadores para a região de Donbass.


Soldados suecos durante treinamentos (foto de arquivo)
CC BY 2.0 / Hakan Dahlstrom / Regementets Dag 2014

Respondendo à pergunta se ele vê qualquer ameaça no fato de os soldados suecos poderem vir a operar perto da fronteira russa, Hultqvist afirmou "não querer fazer previsões", pois ainda não se sabe como decorrerá a missão de paz, segundo a Sveriges Radio.

Anteriormente, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou ser a favor do envio de pacificadores da ONU para o leste ucraniano, desde que a única função destes seja assegurar a segurança dos funcionários da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa). As autoridades ucranianas, por sua parte, insistem em alargar a missão da ONU a todo o território de Donbass até à fronteira com a Rússia.

Segundo declarou o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, os pacificadores devem "garantir que estes territórios voltarão a estar sob a soberania ucraniana".


Postar um comentário

Postagens mais visitadas