Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Terroristas impedem evacuação de civis da cidade síria de Guta

Os grupos terroristas espalhados em Guta Oriental, no leste da Campinas de Damasco (capital síria), têm bombardeado o corredor humanitário previsto para a saída de civis da zona do conflito, pois pretendem os reter para os usar como “escudos humanos”.


ParsToday

A agência estatal de notícias SANA tem informado nesta terça-feira de que grupos terroristas como o Frente al-Nusra (atualmente denominado Frente Fath Al-Sham) têm lançado ao menos 5 projéteis de morteiro contra o passo seguro criado em al-Wafideeen, uma localidade que liga Damasco com a região de Guta Oriental.


Terroristas impedem evacuação de civis da cidade síria de Guta
Guta Oriental | Reprodução

A fonte tem assinalado que com esta medida os terroristas tratam de impedir a evacuação dos não uniformizados, para depois os usar como “escudos humanos”.

Isso, enquanto as autoridades sírias, em cooperação com as unidades militares, têm terminado a preparação logística para receber os civis que desejam sair de Guta Oriental estabelecendo no lugar ambulâncias, veículos e centros provisórios de atenção médica, acrescentou .

O general russo Viktor Pankov, que vigia a zona de distensão na que está enquadrada Guta Oriental, por sua vez, tem lamentado que “nenhum civil” tenha podido abandonar a zona pelos ataques com morteiro e os disparos.

“Nenhum civil tem podido sair e é que os grupos armados disparam intensamente para o corredor humanitário que foi aberto em 27 de fevereiro às 09.00 da manhã” e expandirá às 14.00 horas, afirmou o general russo.

A trégua, que Rússia vinculou diretamente com a resolução 2401 aprovada o fim de semana pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), entrará em vigor diariamente às 09.00 da manhã e expirará às 14.00 horas.

A resolução da Organização das Nações Unidas (ONU), subscrita por Rússia depois de certas mudanças, demanda que todas as partes cessem as hostilidades sem atraso e que se comprometam a manter uma pausa humanitária de ao menos 30 dias consecutivos em toda Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas