Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Trump anuncia "maior conjunto" de sanções contra a Coreia do Norte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira o "maior conjunto" de sanções econômicas contra a Coreia do Norte que inclui 56 navios, companhias de navegação e comerciais que oferecem assistência ao regime norte-coreano.


EFE

"Hoje estou anunciando que vamos lançar o maior conjunto de novas sanções contra o regime da Coreia do Norte", disse o presidente, de acordo com os trechos de um discurso que ele oferecerá na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês) divulgados pela Casa Branca.


EFE/Shawn Thew
Donald Trump | EFE/Shawn Thew

Segundo o anúncio, as medidas, desenvolvidas pelo Departamento do Tesouro, pretendem "restringir ainda mais as fontes de receita e combustível que o regime norte-coreano utiliza para financiar seu programa nuclear e sustentar suas forças armadas".

Concretamente, Trump afirmará no discurso que o Tesouro designou especialmente "56 navios, companhias de navegação e comerciais que ajudam a Coreia do Norte a evitar sanções".

O Departamento de Estado americano garantiu esta semana que Pyongyang cancelou "no último minuto" uma reunião arranjada com o americano, Mike Pence, durante os Jogos Olímpicos de Inverno da Coreia do Sul, na qual estava prevista a presença de Kim Yo-jong, a irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, assim como do presidente honorário da Coreia do Norte, Kim Yong-nam.

A CPAC, o grande evento do ano para o conservadorismo americano e que acontece em National Harbor, nos arredores de Washington, terá hoje o seu clímax com a participação de Trump.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas