Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Turquia enviará forças navais e aéreas para o Qatar

Turquia enviará ao Qatar unidades da armada e das forças aéreas, que completarão às tropas terrestres que já existem no país árabe, segundo anunciou hoje o embaixador turco em Doha, Fikret Ozer.


Prensa Latina


Ancara - Em declarações à rede de televisão Al Jazeera, o diplomata justificou a decisão 'como parte do acordo assinado entre Qatar e Turquia em 2014', e assinalou que os detalhes sobre a infraestrutura necessária ou o deslocamento serão negociados por ambos os países em datas próximas.

Recep Tayipp Erdogan e militares turcos | Reprodução

Ozer não fez nenhum comentário sobre o número de soldados que poderiam ser enviados ao Qatar, nem sobre os que já estão no país.

O primeiro contingente enviado para a Turquia chegou à base militar de Tariq Bin Ziyad em 2015, um acampamento localizado ao sul da capital e com capacidade para cinco mil soldados.

Depois da ruptura de relações diplomáticas e comerciais entre Qatar e uma coalizão de países liderada pela Arábia Saudita, em junho de 2017, Ancara se desistiu de apoiar o governo do emirado e assinou um convênio que permite ao exército turco treinar as forças de segurança cataris.


Postar um comentário