Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Turquia pretende acabar com o terrorismo na Síria, diz embaixador

A operação militar turca na Síria seguirá o seu rumo até a completa derrota dos terrorista no país, inclusive no território de Afrin, declarou o embaixador da Turquia no Uzbequistão, Ahmet Bashar Shen.


Sputnik

"O tempo todo e em todos os casos a Turquia sempre afirmou que a operação 'Ramo de Oliveira' seguirá o seu curso até a completa libertação do território das mãos das organizações terroristas, incluindo todo o território de Afrin", disse o diplomata nesta terça-feira. 


Rebeldes sírios apoiados pela Turquia com bandeiras turcas e do Exército Livre da Síria
Rebelde do Exército Livre da Síria e soldado da Turquia © AFP 2018/ OZAN KOSE

No dia 20 janeiro, Turquia iniciou a operação "Ramo de Oliveira" nos arredores da cidade síria de Afrin, ao noroeste de Aleppo. A operação visa combater grupos jihadistas e o YPG, a ala armada do Partido da União Democrática Curdo-Síria (PYD). Para a Turquia, o YPG é uma extensão do PKK, banido no país como uma organização terrorista.

Após uma ofensiva aérea, da qual, de acordo com o Estado-Maior turco, participaram 72 aeronaves e um total de 153 alvos foram destruídos, o governo turco anunciou no domingo o início de uma operação terrestre na área.

Damasco condenou a operação turca contra Afrin e enfatizou se tratar de uma parte inalienável do território sírio.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas