Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Ucrânia exige que Rússia repare e devolva os navios ucranianos que ficaram na Crimeia

Coronel-general ucraniano declarou que o país está pronto para receber de volta seus navios que se encontram na Crimeia mas apenas depois de a Rússia os reparar.


Sputnik

Mikhail Koval, coronel-general que em 2014 exercia o cargo do ministro de Defesa da Ucrânia, falava durante as audições relativas ao caso do ex-presidente Viktor Yanukovich.


Navios ucranianos em Sevastopol, Rússia
Navios ucranianos em Sebastopol, Rússia © Sputnik/ Sergei Malgavko

O vídeo foi publicado na conta do YouTube do canal ucraniano 112. Segundo declarou Koval, a Rússia tem que responder no Tribunal de Haia por ter ficado com o equipamento militar ucraniano.

"Devolverão por ordem do tribunal, reparados, no estado em que os tomaram. E não de outro jeito", sublinhou.

Remzi Ilyasov, vice-presidente do parlamento da Crimeia, respondeu por sua vez que foram as próprias autoridades ucranianas que tornaram o equipamento militar que está na Crimeia em uma sucata.

"De que equipamento se pode tratar, quando as próprias autoridades ucranianas tudo tornaram sucata? Pelo que sei, ninguém usou este equipamento. Duvido que eles precisem deste equipamento militar", disse o político à Sputnik.

Mais cedo, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que a Rússia está disposta a entregar a Kiev os navios e aviões ucranianos que ficaram na Crimeia, embora estes se encontrem em estado lastimável.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas