Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Washington agradece à Ucrânia por coragem perante 'agressão russa'

O chefe do Pentágono, James Mattis, agradeceu ao ministro da Defesa ucraniano, Stepan Poltorak, pela coragem perante a "agressão russa", comunica o Departamento de Defesa dos EUA.


Sputnik

"Ele [chefe do Pentágono] expressou a Poltorak o reconhecimento pela coragem do seu país perante a agressão russa", diz o comunicado emitido após a reunião dos chefes das instituições militares dos dois países.


Soldados ucranianos disparam lança-granadas durante os confrontos com separatistas pró-russos na região de Donetsk
Militar ucraniano disparando com um lança-granadas © AFP 2018/ ANATOLII STEPANOV

Nota-se que Mattis e Poltorak também prometeram fortalecer a cooperação entre Washington e Kiev "com base nos interesses de segurança mútuos e princípios compartilhados por ambos os países".

O ministro da Defesa ucraniano está realizando uma visita aos EUA. Espera-se que Poltorak participe das consultas bilaterais das entidades responsáveis pela Defesa dos EUA e da Ucrânia.

No ano passado, os EUA aprovaram o plano de fornecimento à parte ucraniana de armas letais, incluindo de mísseis antitanque Javelin. A Rússia expressou sua preocupação pela intenção de Washington de fornecer à Ucrânia armas letais.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas