Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza após queda de foguete

Aviação israelense atacou instalações subterrâneas em Gaza. Foguete disparado de Gaza caiu em cidade israelense sem causar vítimas.
France Presse

Aviões de guerra israelenses realizaram novos ataques na madrugada desta segunda-feira (19) na Faixa de Gaza, onde a tensão foi reduzida, mas sem dissipar todo o fantasma de um novo confronto.

A aviação israelense atacou instalações subterrâneas no sul do território do movimento palestino Hamas, afirmou em um comunicado.

Israel respondeu assim ao disparo de um foguete lançado no domingo à noite a partir da Faixa de Gaza - o segundo em 24 horas - e que caiu sem causar vítimas nas proximidades de Sderot, cidade israelense perto do enclave palestino.

O exército de Israel manteve sua política de resposta sistemática a qualquer intervenção hostil a partir dos territórios palestinos, onde travou três guerras contra o Hamas e grupos armados palestinos aliados desde 2008.

Israel usará "todos os meios à sua disposição" para garantir a segurança d…

Washington agradece à Ucrânia por coragem perante 'agressão russa'

O chefe do Pentágono, James Mattis, agradeceu ao ministro da Defesa ucraniano, Stepan Poltorak, pela coragem perante a "agressão russa", comunica o Departamento de Defesa dos EUA.


Sputnik

"Ele [chefe do Pentágono] expressou a Poltorak o reconhecimento pela coragem do seu país perante a agressão russa", diz o comunicado emitido após a reunião dos chefes das instituições militares dos dois países.


Soldados ucranianos disparam lança-granadas durante os confrontos com separatistas pró-russos na região de Donetsk
Militar ucraniano disparando com um lança-granadas © AFP 2018/ ANATOLII STEPANOV

Nota-se que Mattis e Poltorak também prometeram fortalecer a cooperação entre Washington e Kiev "com base nos interesses de segurança mútuos e princípios compartilhados por ambos os países".

O ministro da Defesa ucraniano está realizando uma visita aos EUA. Espera-se que Poltorak participe das consultas bilaterais das entidades responsáveis pela Defesa dos EUA e da Ucrânia.

No ano passado, os EUA aprovaram o plano de fornecimento à parte ucraniana de armas letais, incluindo de mísseis antitanque Javelin. A Rússia expressou sua preocupação pela intenção de Washington de fornecer à Ucrânia armas letais.


Postar um comentário