Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Governo saudita diz que rei e príncipe herdeiro são 'linha vermelha'

O ministro de Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, afirmou que o rei Salman bin Abdulaziz e o príncipe Mohammed Bin Salman são uma "linha vermelha" para a Arábia Saudita e rejeitou o suposto envolvimento do herdeiro da coroa saudita no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.
EFE

Riad - "A liderança do reino da Arábia Saudita representada nas guardas das duas mesquitas sagradas (o rei) e o príncipe herdeiro são uma linha vermelha e não permitiremos tentativa algum de atacar nossos líderes", afirmou Al-Jubeir em entrevista publicada nesta terça-feira o jornal árabe internacional "Asharq Al-Awsat".


"Atacar os líderes do reino é tocar em todos os cidadãos", acrescentou.

O ministro fazia alusão às versões que vinculam o príncipe Mohammed com a morte do jornalista no consulado saudita em Istambul em 2 de outubro.

Veículos de imprensa americanos informaram na sexta-feira que a CIA tinha concluído que o herdeiro saudita ordenou o assassinato de Kh…

Washington agradece à Ucrânia por coragem perante 'agressão russa'

O chefe do Pentágono, James Mattis, agradeceu ao ministro da Defesa ucraniano, Stepan Poltorak, pela coragem perante a "agressão russa", comunica o Departamento de Defesa dos EUA.


Sputnik

"Ele [chefe do Pentágono] expressou a Poltorak o reconhecimento pela coragem do seu país perante a agressão russa", diz o comunicado emitido após a reunião dos chefes das instituições militares dos dois países.


Soldados ucranianos disparam lança-granadas durante os confrontos com separatistas pró-russos na região de Donetsk
Militar ucraniano disparando com um lança-granadas © AFP 2018/ ANATOLII STEPANOV

Nota-se que Mattis e Poltorak também prometeram fortalecer a cooperação entre Washington e Kiev "com base nos interesses de segurança mútuos e princípios compartilhados por ambos os países".

O ministro da Defesa ucraniano está realizando uma visita aos EUA. Espera-se que Poltorak participe das consultas bilaterais das entidades responsáveis pela Defesa dos EUA e da Ucrânia.

No ano passado, os EUA aprovaram o plano de fornecimento à parte ucraniana de armas letais, incluindo de mísseis antitanque Javelin. A Rússia expressou sua preocupação pela intenção de Washington de fornecer à Ucrânia armas letais.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas