Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

20 toneladas de cloro foram fornecidas ao sul da Síria, denunciam militares russos

Neste sábado (17), o Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia comunicou que na região de Al-Tanf, na Síria, instrutores norte-americanos treinaram vários grupos de militantes para efetuar provocações envolvendo armas químicas.


Sputnik

"Quero chamar a vossa atenção para as tentativas incessantes dos militantes de realizarem provocações usando substâncias tóxicas com o fim de acusar as forças pró-governamentais de usarem armas químicas contra a população local", disse o coronel-general e chefe do Comando Operacional do Estado-Maior da Rússia, Sergei Rudskoi.


Especialista mostra a jornalistas as roupas especiais utilizadas durante a neutralização de armas químicas
© AP Photo/ Alfonso Perez

Para além disso, o militar russo denunciou os preparativos para novas provocações envolvendo diretamente os EUA, explicando que as substâncias tóxicas já foram fornecidas ao sul da Síria sob o disfarce de comboios humanitários das organizações não governamentais.

"Temos evidências sólidas de que na região de Al-Tanf os instrutores norte-americanos já prepararam vários grupos de militantes para realizarem provocações com o uso de armas químicas", frisou.

"Além disso, os agrupamentos armados da Frente al-Nusra [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países], com o envolvimento dos chamados Capacetes Brancos, estão preparando um ataque químico encenado nos povoados de Al-Hambit e Kalbb Lusa, situados a 25 km a noroeste de Idlib. Para isso, 20 contêineres de cloro foram entregues lá", contou o general russo.

Rudskoi adiantou que o atentado que está sendo planejado provavelmente terá ampla cobertura das mídias ocidentais.

"Todas estas ações que estão sendo preparadas deverão ter ampla cobertura nos meios de comunicação ocidentais. Estas provocações devem servir como pretexto para os EUA e seus aliados efetuarem ataques contra estruturas militares e institucionais na Síria. Observamos uma série de fatores que indicam para a possibilidade de ataques", concluiu.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas