Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Ataques durante as últimas 24 horas em Guta Oriental deixam 23 mortos

Pelo menos 23 pessoas morreram e 150 ficaram feridas em ataques durante as últimas 24 horas em Guta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores de Damasco e alvo de uma ofensiva governamental, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

Beirute - Na madrugada passada ocorreram bombardeios de aviões não identificados contra as populações de Saqba, Haza e Kafr Batna, entre outras.


EFE/ cedida por SANA
EFE/ cedida por SANA

O Observatório destacou que nos dois últimos dias posições da facção islamita a Legião da Misericórdia foram alvo dos ataques aéreos, que tiraram as vidas de 12 combatentes deste grupo, entre eles dois de seus líderes.

Os bombardeios contra a Legião da Misericórdia aconteceram nos arredores da população de Al Iftiris no último reduto que lhe resta a esta facção no sul de Guta Oriental.

Desde 25 de fevereiro, o Exército sírio e seus aliados desenvolvem uma incursão terrestre na região, que foi precedida na semana anterior de uma intensificação dos bombardeios da aviação síria e da russa, e dos ataques da artilharia governamental.

Segundo o Observatório, pelo menos 1.204 pessoas morreram, entre elas 246 menores e 65 mulheres, desde 18 de fevereiro em Guta.

Ontem, aconteceu uma evacuação de mais de 100 civis de Guta Oriental, após um acordo entre as autoridades sírias e o grupo o Exército do Islã.

Ainda não se sabe se a evacuação de civis continuará hoje nessa região.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas