Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Brasil pronto para cooperação em defesa com o Líbano

O chanceler brasileiro, Aloysio Nunes Ferreira, declarou que a nação sulamericana está preparada para assinar acordos de cooperação de defesa com o Líbano, divulgam hoje meios locais.


Prensa Latina

Beirute - Essa afirmação teve lugar ao fim de uma reunião do visitante brasileiro com o premiê libanês, Saad Hariri.


Aloysio Nunes Ferreira | Reprodução

Ambos concordaram em abrir um marco legal que facilite o caminho a acordos sobre o tema da defesa.

Brasil encabeça o setor marítimo dentro das Forças de Paz da ONU no Líbano (FPNUL) deslocadas no sul deste país para evitar outra guerra com Israel.

Segundo Ferreira as relações vão para além das questões políticas e sociais, com motivo da presença no gigante sul-americano da maior diáspora mundial de libaneses com mais de sete milhões de residentes.

Anteriormente, o chanceler da nação sul-americana reuniu-se com seu homólogo libanês, Gebran Bassil, a quem confirmou a presença de Brasília em três conferências internacionais previstas para Roma, Paris e Bruxelas.

Essas três reuniões têm como objetivo assegurar a assistência financeira ao Líbano, para reforçar sua infraestrutura e economia, e apoiar no ônus dos quase 1,5 milhões de refugiados sírios acolhidos por este país.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas