Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Brasil pronto para cooperação em defesa com o Líbano

O chanceler brasileiro, Aloysio Nunes Ferreira, declarou que a nação sulamericana está preparada para assinar acordos de cooperação de defesa com o Líbano, divulgam hoje meios locais.


Prensa Latina

Beirute - Essa afirmação teve lugar ao fim de uma reunião do visitante brasileiro com o premiê libanês, Saad Hariri.


Aloysio Nunes Ferreira | Reprodução

Ambos concordaram em abrir um marco legal que facilite o caminho a acordos sobre o tema da defesa.

Brasil encabeça o setor marítimo dentro das Forças de Paz da ONU no Líbano (FPNUL) deslocadas no sul deste país para evitar outra guerra com Israel.

Segundo Ferreira as relações vão para além das questões políticas e sociais, com motivo da presença no gigante sul-americano da maior diáspora mundial de libaneses com mais de sete milhões de residentes.

Anteriormente, o chanceler da nação sul-americana reuniu-se com seu homólogo libanês, Gebran Bassil, a quem confirmou a presença de Brasília em três conferências internacionais previstas para Roma, Paris e Bruxelas.

Essas três reuniões têm como objetivo assegurar a assistência financeira ao Líbano, para reforçar sua infraestrutura e economia, e apoiar no ônus dos quase 1,5 milhões de refugiados sírios acolhidos por este país.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas