Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

China anuncia exercícios militares de larga escala no Pacífico Ocidental

A Força Aérea do Exército Popular de Libertação da China realizará exercícios militares em grande escala na parte oeste do Oceano Pacífico em um futuro próximo, disse o porta-voz da Força Aérea, Shen Jinke, neste domingo (25).


Sputnik

"Em um futuro próximo, a Força Aérea enviará diferentes aviões de combate, incluindo Xian H-6 [bombardeiros] e Su-30 [combatentes], que sobrevoarão o Estreito de Miyako e iniciarão exercícios militares conjuntos na parte oeste do país do Oceano Pacífico", disse Shen em um comunicado divulgado pelo Ministério da Defesa da China.


Dois jatos SU-30 chineneses prestes a realizar uma patrulha sobre o mar do sul da China.
Sukhoi Su-30 chineses © AP Photo/ Jin Danhua/Xinhua

O porta-voz disse que a aeronave também sobrevoaria as ações de patrulhamento de treinamento no Mar da China Meridional, acrescentando que as manobras seriam um passo prático para melhorar as capacidades da Força Aérea.

Segundo Shen, a Força Aérea Chinesa protegerá a soberania nacional e a segurança, além de garantir o desenvolvimento pacífico do país.

Na sexta-feira (23), a mídia informou que a Marinha chinesa realizaria exercícios no Mar da China Meridional, acrescentando que os exercícios militares não são voltados a ações contra outros países.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas