Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

China vai aumentar orçamento de defesa em 8% neste ano, para US$ 173 bi

O país possui o segundo maior investimento militar do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos


Forças Terrestres

PEQUIM – A China disse que seu orçamento para a defesa será elevado em 8% em 2018, para 1,1 trilhão de yuan (US$ 173 bilhões), na medida em que o país se prepara para lançar seu segundo porta-aviões, aprimorando assim sua força área e acoplando uma série de mísseis avançados capazes de atacar alvos aéreos e marítimos a grandes distâncias.


Anos seguidos de crescimentos acima de dois dígitos nos investimentos militares deram a China o segundo maior orçamento de defesa do mundo. O primeiro lugar é dos Estados Unidos, cujo investimento no setor deve alcançar os US$ 716 bilhões no próximo ano.

A China tem o maior exército do mundo em número de homens, mas o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse que o país “basicamente completou” o objetivo de reduzir o tamanho de suas tropas em 300 mil homens, para cerca de 2 milhões de soldados.

FONTE: Estadão/AP

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas