Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Novo corte na verba do PROSUB preocupa Comando da Marinha do Brasil

O Comandante da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Leal Ferreira, está seriamente preocupado com as consequências negativas de um novo e importante corte nos recursos do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), previstos para o orçamento de 2019.
Por Roberto Lopes e Alexandre Galante | Poder Naval

O Programa, cujos termos foram ajustados em 2009, estabelece a produção, no complexo industrial naval de Itaguaí (RJ), de quatro submarinos de ataque convencionais (propulsão diesel-elétrica) da classe Scorpène, e a assistência técnica francesa para a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro.

O primeiro submarino convencional, batizado Riachuelo, deve ser lançado ao mar na manhã da quarta-feira 12 de dezembro.

Em novembro de 2016, reunido com lideranças da Base Industrial de Defesa, em São Paulo, o então ministro da Defesa, Raul Jungmann, estimou o valor total do investimento brasileiro no PROSUB em 30 bilhões de Reais.

O Poder Naval não teve acesso aos valores da reduçã…

Comandante ucraniano revela seu sonho: 'Que nossas tropas atinjam centro de Moscou'

O comandante de um batalhão de infantaria naval das Forças Armadas da Ucrânia, Vadim Sukharevsky, revelou onde, a seu ver, deve terminar o conflito desencadeado no leste da Ucrânia.


Sputnik

Um jornalista da edição Obosrevatel ("Observador", em russo) perguntou ao militar onde ele acha que a guerra em Donbass deve acabar. Sukharevsky respondeu que o conflito deve acabar "no mínimo" na fronteira russo-ucraniana.


Soldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia
Tropas ucranianas © REUTERS/ Gleb Garanich

Depois, ele adiantou que ele próprio gostaria que as tropas ucranianas atingissem o centro de Moscou, mais precisamente, a estação de metrô Sukharevsaya. Deste modo, o comandante evidentemente quis fazer uma alusão a seu sobrenome.

Já o jornalista observou que o sonho do militar não parece muito realista.

Esta não é a primeira vez que altos oficiais ucranianos falam do seu desejo de "atingir" a capital russa. Assim, no ano passado o deputado da Suprema Rada Andrei Teteruk afirmou que o exército ucraniano é capaz de vencer o russo e realizar um desfile militar no centro de Moscou.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas