Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Comandante ucraniano revela seu sonho: 'Que nossas tropas atinjam centro de Moscou'

O comandante de um batalhão de infantaria naval das Forças Armadas da Ucrânia, Vadim Sukharevsky, revelou onde, a seu ver, deve terminar o conflito desencadeado no leste da Ucrânia.


Sputnik

Um jornalista da edição Obosrevatel ("Observador", em russo) perguntou ao militar onde ele acha que a guerra em Donbass deve acabar. Sukharevsky respondeu que o conflito deve acabar "no mínimo" na fronteira russo-ucraniana.


Soldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia
Tropas ucranianas © REUTERS/ Gleb Garanich

Depois, ele adiantou que ele próprio gostaria que as tropas ucranianas atingissem o centro de Moscou, mais precisamente, a estação de metrô Sukharevsaya. Deste modo, o comandante evidentemente quis fazer uma alusão a seu sobrenome.

Já o jornalista observou que o sonho do militar não parece muito realista.

Esta não é a primeira vez que altos oficiais ucranianos falam do seu desejo de "atingir" a capital russa. Assim, no ano passado o deputado da Suprema Rada Andrei Teteruk afirmou que o exército ucraniano é capaz de vencer o russo e realizar um desfile militar no centro de Moscou.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas