Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Comandante ucraniano revela seu sonho: 'Que nossas tropas atinjam centro de Moscou'

O comandante de um batalhão de infantaria naval das Forças Armadas da Ucrânia, Vadim Sukharevsky, revelou onde, a seu ver, deve terminar o conflito desencadeado no leste da Ucrânia.


Sputnik

Um jornalista da edição Obosrevatel ("Observador", em russo) perguntou ao militar onde ele acha que a guerra em Donbass deve acabar. Sukharevsky respondeu que o conflito deve acabar "no mínimo" na fronteira russo-ucraniana.


Soldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia
Tropas ucranianas © REUTERS/ Gleb Garanich

Depois, ele adiantou que ele próprio gostaria que as tropas ucranianas atingissem o centro de Moscou, mais precisamente, a estação de metrô Sukharevsaya. Deste modo, o comandante evidentemente quis fazer uma alusão a seu sobrenome.

Já o jornalista observou que o sonho do militar não parece muito realista.

Esta não é a primeira vez que altos oficiais ucranianos falam do seu desejo de "atingir" a capital russa. Assim, no ano passado o deputado da Suprema Rada Andrei Teteruk afirmou que o exército ucraniano é capaz de vencer o russo e realizar um desfile militar no centro de Moscou.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas