Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Comboio humanitário entra em Guta Oriental com ajuda para 26 mil pessoas

Um novo comboio humanitário entrou nesta quinta-feira em Guta Oriental, o principal reduto opositor nos arredores de Damasco (Síria) e alvo de uma ofensiva governamental, com ajuda para 26 mil pessoas.


EFE

Beirute - A caravana, composta por 25 caminhões, transporta alimentos e é organizada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), ONU e o Crescente Vermelho Sírio, disse à Agência Efe, o diretor de Comunicações do CICV no país árabe, Pawel Krzysiek.


EFE/cedida por SANA
EFE/cedida por SANA

Este comboio foi organizado depois que outro carregamento humanitário chegou a Guta Oriental, na semana passada, que aconteceu dois rodízios em dias separados por conta da violência.

O carregamento de hoje será distribuído em Duma, maior população de Guta Oriental, cruzou esta região pela passagem do campo de refugiados de Al Wafidin, que separa as áreas em poder das autoridades daquelas que estão nas mãos dos insurgentes em Guta Oriental.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que dezenas de bombardeios ocorreram nesta manhã na parte sul de Guta Oriental.

Pelo menos três pessoas morreram e outras 83 ficaram feridas pelos ataques aéreos de aviões não identificados contra Kafr Batna, Ain Tarma, Zamalka, Haza, Yisrin e Hamuriya.

Setenta desses feridos foram registrados em Hamuriya, quando tentavam fugir da cidade por conta da intensidade dos bombardeios.

A entrega da ajuda aconteceu no meio da continuação dos bombardeios na região, denunciaram os ativistas.

No primeiro dia de distribuição da assistência, o comboio teve que se retirar antes de tempo e não consegui repassar toda a carga que levava devido à intensidade dos ataques nos seus arredores.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas