Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia testará novo avião de transporte militar até o final do ano

Il-112V deverá substituir modelos soviéticos An-24 e An-26, considerados obsoletos.
Nikolai Litôvkin | Russia Beyond

A nova aeronave de transporte militar Il-112V completou os testes de fábrica e está sendo preparada para o primeiro voo, que está previsto para o final de 2018.


Caso os testes sejam bem sucedidos, o Il-112V substituirá nas Forças Armadas russas os modelos An-24 e An-26, desenvolvidos no início dos anos 1960.

O Ilyushin Il-112 é um avião de transporte militar leve de asa alta que está sendo desenvolvido pela Ilyushin Aviation Complex para transporte de cargas militares, equipamentos e pessoal.

Sua capacidade de carga máxima "útil" a bordo será de até cinco toneladas.

Os projetistas pretendem desenvolver duas versões do avião: uma com hangares estendidos para o transporte de equipamentos militares, carga e soldados; e outra, civil, para o transporte de passageiros e carga leve.

O Il-112V é um monoplano com configuração aerodinâmica tradicional e dois poderosos motores…

Conselho de Segurança recebe informação sobre uso de armas químicas na Síria

Chefe da Organização para a Proibição de Armas Químicas, Opaq, Ahmet Üzümcü, participou de encontro, na sede da ONU, assim como a alta representante para o Desarmamento, Izumi Nakamitsu.


ONU

O Conselho de Segurança recebeu esta terça-feira informação sobre uso de armas químicas na Síria. O diretor-geral da Organização para a Proibição de Armas Químicas, Opaq, Ahmet Üzümcü, e a alta representante para o Desarmamento, Izumi Nakamitsu, falaram no encontro.


Conselho de Segurança da ONU | Foto ONU: Eskinder Debebe

No final da reunião, o presidente do Conselho de Segurança, o embaixador holandês Karel van Oosterom, leu uma declaração sobre o encontro.

Segundo o documento, os 15 Estados-membros “reafirmam que o uso de armas químicas constitui uma violação séria da lei internacional” e reiteram que “os indivíduos, entidades, grupos ou governos responsáveis por qualquer uso de armas químicas devem ser responsabilizados.”

Investigação

A Opaq tem uma missão na Síria que investiga a destruição do arsenal de armas químicas do pais, bem como alegações de uso continuado destas armas. Na declaração, o Conselho de Segurança elogia este trabalho da Opaq e pede que sejam mantidas as condições para que atue de forma independente.

Numa declaração a jornalistas, o diretor-geral da Opaq, Ahmet Üzümcü, explicou que a organização investiga várias alegações de uso de gás cloro. Segundo ele, algumas são atribuídas ao governo sírio e outras a grupos armados de oposição.

Uzumcu afirmou que os especialistas analisaram várias alegações de uso de armas químicas na cidade de Afrin, mas que não encontraram informação credível para iniciar uma investigação.

Reino Unido

Questionado pelos jornalistas, o diretor-geral também se referiu ao alegado uso de gás neurotóxico num ataque no Reino Unido.

O diretor-geral confirmou que a Opaq enviou especialistas para o país, a pedido do governo britânico, e que estão a ser recolhidas amostras para ser analisadas. Os resultados devem estar prontos daqui a, pelo menos, três semanas.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas