Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estratégia de defesa antimísseis dos EUA: Coreia do Norte é 'ameaça extraordinária'

O presidente dos EUA, Donald Trump, deve anunciar uma estratégia de defesa antimísseis renovada nesta quinta-feira, na qual A Coreia do Norte é classificada como uma "ameaça extraordinária".
Sputnik

O fato ocorre mesmo sete meses depois do presidente norte-americano declarar que o risco nuclear de Pyongyang foi eliminado.


"Apesar de um possível novo caminho para a paz com a Coreia do Norte agora existir, o país continua a representar uma ameaça extraordinária e os Estados Unidos devem permanecer vigilantes", adverte o relatório, 2019 Missile Defence Review, em seu resumo executivo.

Além da Coreia do Norte, o documento destaca as preocupações sobre o avanço das capacidades da do Irã, da Rússia e da China.

"As capacidades de mísseis dos adversários dos EUA, como Coreia do Norte e Irã, continuam a desempenhar um papel significativo na estratégia de defesa dos EUA", disse o secretário de Defesa dos EUA, Patrick Shanahan, durante a apresentação do relatório.

Curdos relatam bombardeio do exército turco em bairros residenciais de Afrin

Os aviões da Força Aérea da Turquia atacaram massivamente os bairros residenciais da cidade de Afrin, no norte da Síria, matando sete civis e deixando outros 25 feridos. A informação foi divulgada pelas Forças de Autodefesa do Curdistão (AFC).


Sputnik

"No momento, os ataques aéreos na cidade de Afrin continuam, sete pessoas já morreram, incluindo uma criança e 25 pessoas feridsa", diz o comunicado.


Combatentes pró-Turquia e tropas turcas na colina que separa Afrin da cidade turca de Azaz
Tropas turcas e aliados em Afrin, Síria © AP Photo/ STR

Em 20 de janeiro, a Turquia lançou a operação Ramo de Oliveira, uma ação transfronteiriça massiva, visando "limpar" a cidade síria de Afrin das Unidades de Proteção Popular curdas (YPG), que Ancara considera como um grupo terrorista e uma extensão do proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) turco.

Damasco condenou fortemente as ações da Turquia na África, observando que esse território é parte integrante da Síria. Moscou instou todas as partes a diminuir a tensão e respeitar a integridade territorial da Síria.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas