Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por meio do Egito, Hamas pede a Israel que cesse fogo na Faixa de Gaza

O movimento Hamas pediu a Israel que cesse fogo por meio da mediação egípcia e prometeu interromper os confrontos na fronteira como parte do acordo, disse uma fonte política israelense à Sputnik.
Sputnik

"O Hamas teve um grande golpe ontem e o movimento pediu um cessar-fogo através do Egito, prometendo interromper o 'terror incendiário e nas cercas fronteiriças'", disse a fonte.

Segundo a mesma pessoa, Israel considera o Egito como fiador da implementação do cessar-fogo.

"Os egípcios são os garantidores nesta questão, mas em qualquer caso, o desenvolvimento da situação dependerá de ações reais. Se o Hamas violar o cessar-fogo, pagará um preço ainda maior", acrescentou a fonte.

Esses arranjos foram alcançados após bombardeios maciços das instalações do Hamas no enclave, que se seguiram ao assassinato de um soldado israelense na sexta-feira.

Este foi o segundo cessar-fogo entre Israel e o Hamas, coordenado pelo Egito nas últimas duas semanas. No último sábado, a Fo…

Curdos relatam bombardeio do exército turco em bairros residenciais de Afrin

Os aviões da Força Aérea da Turquia atacaram massivamente os bairros residenciais da cidade de Afrin, no norte da Síria, matando sete civis e deixando outros 25 feridos. A informação foi divulgada pelas Forças de Autodefesa do Curdistão (AFC).


Sputnik

"No momento, os ataques aéreos na cidade de Afrin continuam, sete pessoas já morreram, incluindo uma criança e 25 pessoas feridsa", diz o comunicado.


Combatentes pró-Turquia e tropas turcas na colina que separa Afrin da cidade turca de Azaz
Tropas turcas e aliados em Afrin, Síria © AP Photo/ STR

Em 20 de janeiro, a Turquia lançou a operação Ramo de Oliveira, uma ação transfronteiriça massiva, visando "limpar" a cidade síria de Afrin das Unidades de Proteção Popular curdas (YPG), que Ancara considera como um grupo terrorista e uma extensão do proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) turco.

Damasco condenou fortemente as ações da Turquia na África, observando que esse território é parte integrante da Síria. Moscou instou todas as partes a diminuir a tensão e respeitar a integridade territorial da Síria.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas