Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Deputado denuncia planos dos EUA para manter militares no Iraque

O deputado iraquiano Ali Al-Morshidy denunciou hoje planos conspirativos dirigidos a manter e expandir bases militares estadunidenses no país árabe.


Prensa Latina

Bagdá - Citado pela agência Knooz, Al-Morshidy precisou que o Pentágono, sob pretexto de lutar contra os terroristas, pretende ampliar sua presença no Iraque.

Tropas norte-americanas no Iraque | Reprodução

Segundo o legislador, já não são necessários os assessores norte-americanos e a experiência em segurança para combater extremistas, Bagdá pode solicitá-la de qualquer outro.

Washington explode a guerra antiterrorista para garantir sua permanência, afirmou.

Um comunicado da coalizão militar internacional liderada pelos Estados Unidos, informou que a presença norte-americana no Iraque se baseará nas condições de proporcionalidade às necessidades e em coordenação com o Governo.

Esse anúncio saiu ao passo de opiniões emitidas em círculos iraquianos sobre a retirada estadunidense, após a proclamação da vitória ante o Estado Islâmico, com a ajuda de uma aliança dirigida pelo Pentágono.

Apesar de tal derrota, células terroristas isoladas mantêm operatividade e durante as últimas semanas atribuíram-se vários ataques contra as forças de segurança e objetivos civis.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas