Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Embaixador: acusações contra Damasco sobre armas químicas visam frustrar avanço na Síria

As acusações feitas pelos países ocidentais contra Damasco sobre o suposto uso de armas químicas têm por objetivo impedir o avanço da operação de combate ao terrorismo na Síria, declarou o embaixador da Síria em Moscou, Riad Haddad.


Sputnik

"Quando estávamos chegando ao final das ações contra os grupos radicais, foi lançada uma segunda etapa da agressão dos EUA e de seus satélites que, sob pretextos inventados, afirmaram que o nosso governo usa armas químicas", declarou o diplomata.


Armas químicas
Armas químicas © Sputnik/ Ilia Pitalev

Na opinião de Haddad, as acusações têm por objetivo "frustrar os sucessos que se conseguem com a ajuda da Força Aeroespacial da Rússia para liberar o nosso território" do terrorismo.

O embaixador destacou que as forças sírias "arrancarão" a vitória.

As autoridades sírias foram várias vezes acusadas de usar armas químicas contra civis no conflito que começou em 2011. No entanto, não foram apresentadas quaisquer provas substanciais.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas