Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Erdogan afirma que exército turco pode entrar no centro de Afrin 'em qualquer momento'

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que o centro da cidade síria de Afrin está cercado e que as Forças Armadas do país podem entrar lá em qualquer momento.


Sputnik

"Nosso alvo é Afrin… No total, 3.171 [militantes] foram eliminados. O centro de Afrin está cercado. Podemos entrar em qualquer momento", disse o líder turco, citado pelo canal Haberturk.


Praça central da cidade síria de Afrin (foto de arquivo)
Praça central de Afrin © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

Mais cedo, o chefe da chancelaria turca, Mevlut Cavusoglu, assegurou que a operação em Afrin seria concluída até o mês de maio.

O Estado-Maior das Forças Armadas da Turquia anunciou em 20 de janeiro o início da operação Ramo de Oliveira contra os agrupamentos curdos na província síria de Afrin. Junto com as forças turcas, da campanha participam os militantes do grupo de oposição sírio Exército Livre da Síria.

Damasco condenou expressamente as ações turcas em Afrin, frisando que este território é parte integrante da Síria. Moscou, por sua vez, apelou a todas as partes que atuem com moderação e respeito pela integridade territorial do país árabe.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas