Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Erdogan afirma que exército turco pode entrar no centro de Afrin 'em qualquer momento'

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que o centro da cidade síria de Afrin está cercado e que as Forças Armadas do país podem entrar lá em qualquer momento.


Sputnik

"Nosso alvo é Afrin… No total, 3.171 [militantes] foram eliminados. O centro de Afrin está cercado. Podemos entrar em qualquer momento", disse o líder turco, citado pelo canal Haberturk.


Praça central da cidade síria de Afrin (foto de arquivo)
Praça central de Afrin © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

Mais cedo, o chefe da chancelaria turca, Mevlut Cavusoglu, assegurou que a operação em Afrin seria concluída até o mês de maio.

O Estado-Maior das Forças Armadas da Turquia anunciou em 20 de janeiro o início da operação Ramo de Oliveira contra os agrupamentos curdos na província síria de Afrin. Junto com as forças turcas, da campanha participam os militantes do grupo de oposição sírio Exército Livre da Síria.

Damasco condenou expressamente as ações turcas em Afrin, frisando que este território é parte integrante da Síria. Moscou, por sua vez, apelou a todas as partes que atuem com moderação e respeito pela integridade territorial do país árabe.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas