Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Erdogan anuncia que Turquia prepara ofensiva no norte do Iraque

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou nesta quarta-feira que a Turquia prepara uma ofensiva no norte do Iraque contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), informou a agência "Anadolu".


EFE

Ancara - "Em algumas ocasiões atacamos os terroristas no norte do Iraque, mas logo os destroçaremos com mais força", declarou o governante em um discurso em Ancara, fazendo referência assim aos frequentes bombardeios das forças aéreas turcas no norte iraquiano contra supostos objetivos do PKK.


Recep Tayyip Erdogan em foto de fevereiro de 2018. EPA/STR
Recep Tayyip Erdogan em foto de fevereiro de 2018. EPA/STR

Erdogan se referiu também à atual ofensiva militar turca no enclave sírio de Afrin, lançada em 20 de janeiro contra as milícias curdo-sírias Unidades de Proteção Popular (YPG), que considera terroristas por vê-las vinculadas ao PKK.

"Limparemos Afrin de terroristas. Limparemos Manbech de terroristas. Limparemos (o terreno) ao longo da nossa fronteira ao leste do Eufrates e a nossa fronteira com o Iraque", afirmou o chefe de Estado.

O ministro de Relações Exteriores turco, Mevlüt Çavusoglu, tinha antecipado na semana passada que seu país preparava uma ofensiva no norte do Iraque contra o PKK.

"No Iraque haverá uma operação entre fronteiras (turca) contra o PKK. Faremos junto com o Governo iraquiano", afirmou então o chefe da diplomacia turca.

"Inclusive se a operação de Afrin não terminar (até lá), temos a capacidade de realizar ambas operações ao mesmo tempo", acrescentou.

O Governo turco ameaçou em mais de uma ocasião aumentar a operação em curso à região síria de Manbech e inclusive ao Iraque para expulsar as milícias curdas de zonas próximas à sua fronteira.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas