Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Erdogan rebate críticas da OTAN por compra de armamento russo

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, atacou a OTAN nesta terça-feira (6) pela reação negativa da aliança militar diante da compra do sistema de defesa antimíssil russo S-400 por Ancara.


Sputnik

"Deixe que aqueles que nos criticam por comprar o S-400 para combater o terrorismo olhem para si mesmos. Por que eles estão em silêncio sobre o S-300 que a Grécia tem? E eles nos dizem que este é um passo errado. Que tipo de aliança, que tipo de solidariedade é essa? Isso poderia funcionar, mas não conosco", disse Erdogan em discurso no parlamento.


Recep Tayyip Erdogan, presidente de Turquía
Recep Tayyip Erdogan © REUTERS/ Osman Orsal

Em dezembro, Ancara e Moscou chegaram a acordo para a compra de quatro S-400 por US$ 2,5 bilhões (R$ 8,7 bilhões). A primeira unidade do sistema de defesa antimíssil deverá ser entregue ao Exército da Turquia no primeiro trimestre de 2020.

A compra de armamento russo foi alvo de críticas da OTAN. A vice-secretária-geral da aliança militar, Rose Gottemoeller, disse que o S-400 não se integra com os sistemas de defesa de outros membros. Já o presidente do Comitê Militar da OTAN Petr Pavel afirmou que embora as nações tenham soberania para tomar decisões, elas também são "soberanas para enfrentar as consequências dessa decisão".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas