Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Especialista militar fala sobre 'arma perfeita russa'

Novas armas hipersônicas Kinzhal (Pinhal em russo) podem ser consideradas como a "arma perfeita" e representam um avanço notável na história da arte da guerra, declarou o especialista militar Aleksei Podberezkin.


Sputnik

No seu discurso anual perante a Assembleia Federal (parlamento bicameral russo), o presidente russo Vladimir Putin afirmou que o novo sistema de mísseis hipersônicos para aviação Kinzhal já foi testado e entregue ao exército no sul do país.


Teste do novo sistema de mísseis hipersônicos para aviação Kinzhal
Míssil hipersônico russo Kinzhal lançado por um Mig 31 | Reprodução

As caraterísticas técnicas inéditas do avião portador permitem transportar o míssil ao ponto de lançamento em poucos minutos, enquanto a velocidade do míssil é dez vezes maior que a velocidade do som e ele manobra em toda trajetória do voo.

"É um sistema de alta precisão que pode destruir qualquer alvo bem protegido em qualquer território, a qualquer distância: desde um lançador a um centro de comando. É uma espécie de arma perfeita", explicou Podberezkin à Sputnik.

Segundo ele, esse sistema tem uma precisão e eficácia nunca antes vistas.

"É difícil prever as consequências de seu uso, porque no campo militar nunca antes foram desenvolvidas tecnologias tão avançadas e ainda não há meios para combatê-las", afirmou o especialista.

De acordo com ele, o novo sistema fará com que os sistemas de defesa antimísseis criados pelos EUA se tornem inúteis.

"Nem THAAD, nem Patriot, nem Aegis serão capazes de proteger desse sistema", concluiu o especialista.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas