Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

'Estamos indefesos': americanos admitem supremacia de armas hipersônicas russas

Militares e congressistas norte-americanos acreditam que a Rússia e a China superam os EUA no que diz respeito às armas hipersônicas, informa o jornal The Hill.


Sputnik

"Neste momento, estamos indefesos", disse James Inhofe, membro do Comitê de Serviços Armados do Senado dos EUA, citado pela edição.


Míssil russo Avangard
Míssil russo Avangard © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

Funcionário do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS) e especialista em defesa antiaérea, Thomas Karako também concordou que os EUA estão atrás da Rússia e da China nesta esfera.

"A razão é que os Estados Unidos não têm feito nada que se aproxime, tanto para desenvolvimento de nossas próprias capacidades, como para desenvolver sensores e sistemas necessários para abater os deles [sistemas da Rússia e China]", comentou o especialista.

Anteriormente, o chefe do Comando Estratégico dos EUA, John Hyten, reconheceu que o seu país não tem nada que possa contrapor às armas hipersônicas russas.

Em 1º de março, o presidente russo Vladimir Putin, durante seu discurso perante a Assembleia Federal, apresentou novas armas que não possuem análogos no mundo, incluindo armas hipersônicas. Assim, o sistema de mísseis Avangard é capaz de voar nas camadas densas da atmosfera com alcance intercontinental superando 20 vezes a velocidade do som.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas