Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

VÍDEO mostra fragata norueguesa afundando, tendo colidido após manobras da OTAN

A mídia divulgou novos vídeo e fotos da fragata norueguesa KMN Helge Ingstad, que colidiu com o navio petroleiro Sola TS junto à costa norueguesa em circunstâncias desconhecidas ao regressar das manobras da OTAN.
Sputnik

A fragata ficou com um grande rombo a estibordo atravessando a linha de água, sete marinheiros ficaram feridos. A tripulação abandonou o navio acidentado, que depois foi rebocado para águas menos profundas para evitar seu afundamento total.


Uns dias após o acidente (8), a fragata continua parcialmente acima da superfície da água, mas está completamente assente no fundo. Mais de 10 toneladas de combustível para helicópteros vazou para o mar.

Até o momento, não há nenhumas informações sobre o estado do armamento a bordo, incluindo mísseis de cruzeiro e antiaéreos, torpedos e artilharia.

O petroleiro Sola TS, por sua parte, não sofreu nenhum dano durante a colisão.

As razões do incidente estão sendo investigadas. Entre as possíveis causas estão a navegação da fragata em reg…

EUA realizam manobras de vigilância perto das fronteiras russas

O drone de reconhecimento norte-americano RQ-4A Global Hawk realizou uma operação de vigilância ao longo do litoral da Crimeia, comunicou o serviço de monitoramento da aviação CivMilA em sua conta no Twitter.


Sputnik

O drone de reconhecimento, com o número tático de 10-2043, decolou da base aérea da Sicília e voou ao longo do litoral da Crimeia ocidental e oriental, de acordo com o portal.


RQ-4 Global Hawk | Reprodução

Na área da cidade de Sevastopol, o drone se aproximou do litoral a uma distância de 30 quilômetros, atingindo praticamente a linha da fronteira marítima. Na área da cidade de Alupka o veículo não tripulado se aproximou à distância de 34 quilômetros.

O drone voou também ao longo na linha de contato em Donbass, além disso, por várias vezes se aproximou a uma distância de 40 a 60 quilômetros de várias regiões russas que fazem fronteira com a Ucrânia.

Anteriormente, em fevereiro, perto da fronteira ocidental russa foi registrado um avião espião norte-americano realizando manobras de reconhecimento. Tratou-se do Boeing RC-135W com número de registro 62-4134, posicionado na base britânica de Mildenhall e utilizado pela Força Aérea dos EUA. A aeronave estava cumprindo uma missão nos países bálticos quando resolveu voar ao redor do enclave russo de Kaliningrado sem deixar o espaço aéreo da Polônia e da Lituânia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas