Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Novo corte na verba do PROSUB preocupa Comando da Marinha do Brasil

O Comandante da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Leal Ferreira, está seriamente preocupado com as consequências negativas de um novo e importante corte nos recursos do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), previstos para o orçamento de 2019.
Por Roberto Lopes e Alexandre Galante | Poder Naval

O Programa, cujos termos foram ajustados em 2009, estabelece a produção, no complexo industrial naval de Itaguaí (RJ), de quatro submarinos de ataque convencionais (propulsão diesel-elétrica) da classe Scorpène, e a assistência técnica francesa para a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro.

O primeiro submarino convencional, batizado Riachuelo, deve ser lançado ao mar na manhã da quarta-feira 12 de dezembro.

Em novembro de 2016, reunido com lideranças da Base Industrial de Defesa, em São Paulo, o então ministro da Defesa, Raul Jungmann, estimou o valor total do investimento brasileiro no PROSUB em 30 bilhões de Reais.

O Poder Naval não teve acesso aos valores da reduçã…

EUA realizam manobras de vigilância perto das fronteiras russas

O drone de reconhecimento norte-americano RQ-4A Global Hawk realizou uma operação de vigilância ao longo do litoral da Crimeia, comunicou o serviço de monitoramento da aviação CivMilA em sua conta no Twitter.


Sputnik

O drone de reconhecimento, com o número tático de 10-2043, decolou da base aérea da Sicília e voou ao longo do litoral da Crimeia ocidental e oriental, de acordo com o portal.


RQ-4 Global Hawk | Reprodução

Na área da cidade de Sevastopol, o drone se aproximou do litoral a uma distância de 30 quilômetros, atingindo praticamente a linha da fronteira marítima. Na área da cidade de Alupka o veículo não tripulado se aproximou à distância de 34 quilômetros.

O drone voou também ao longo na linha de contato em Donbass, além disso, por várias vezes se aproximou a uma distância de 40 a 60 quilômetros de várias regiões russas que fazem fronteira com a Ucrânia.

Anteriormente, em fevereiro, perto da fronteira ocidental russa foi registrado um avião espião norte-americano realizando manobras de reconhecimento. Tratou-se do Boeing RC-135W com número de registro 62-4134, posicionado na base britânica de Mildenhall e utilizado pela Força Aérea dos EUA. A aeronave estava cumprindo uma missão nos países bálticos quando resolveu voar ao redor do enclave russo de Kaliningrado sem deixar o espaço aéreo da Polônia e da Lituânia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas