Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

EUA vetam documento sino-russo em apoio a processo de paz coreano no Conselho de Segurança

Os EUA não deixaram passar o projeto de declaração da China e Rússia em apoio ao progresso na resolução da situação na península coreana, informou o porta-voz da missão permanente da Rússia na ONU, Fyodor Strzhizhovsky.


Sputnik

Ele disse aos jornalistas que a delegação norte-americana bloqueou o projeto para a imprensa apresentado pela Rússia e China "em apoio ao progresso na regularização da situação na península coreana causado pelos recentes acordos relativos aos encontros entre os líderes da Coreia do Norte, EUA e Coreia do Sul ao mais alto nível".


Guarda de honra no aeroporto de Pyongyang
Militares norte-coreanos © Sputnik/ Andrei Zharov

"A decisão dos EUA de suspender os trabalhos sobre a iniciativa sino-russa sem qualquer discussão entre os membros do Conselho de Segurança da ONU coloca questões sobre as verdadeiras intenções de Washington em meio ao degelo nas relações intercoreanas", notou a missão diplomática russa.

Anteriormente, a Rússia e China propuseram a Pyongyang declarar uma moratória aos testes nucleares e lançamentos de mísseis, e a Seul e Washington — abster-se de manobras militares na região para estabilizar a situação na península, mas Washington ignorou a iniciativa.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas