Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Exército afegão captura alemão que colaborava com talibãs

O Exército afegão capturou um alemão que combatia ao lado dos talibãs há, aproximadamente, um ano numa operação feita no sul do Afeganistão, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.


EFE

A operação, na qual também foram detidos outros dois combatentes talibãs, aconteceu ontem à noite no distrito de Greshk, na província de Helmand, conforme detalhou à Agência Efe o porta-voz do grupo de operações especiais do Exército do Afeganistão, Abdul Qayum Nooristani.


Policiais afegãos em foto de 6 de fevereiro. EFE/ Watan Yar
Policiais afegãos em foto de 6 de fevereiro. EFE/ Watan Yar

"Comandos do VII Batalhão detiveram um alemão com outros combatentes talibãs em Greshk, Helmand, numa base talibã", explicou Nooristani.

Ele acrescentou que foram encontrados "documentos" que certificavam a sua nacionalidade, assim como outros papéis dos insurgentes que provavam que ele estava "cooperando e trabalhando com os talibãs".

"Era um membro talibã e atuava diretamente na luta contra as tropas afegãs", afirmou Nooristani.

Num vídeo publicado por integrantes do Exército nas redes sociais é possível ver a surpresa dos militares afegãos ao perceber que o indivíduo capturado, que usava um turbante preto e tinha uma longa barba ruiva, falava alemão.

O homem, cuja identidade não foi revelada, disse se definir como "muhajir", termo usado para se referir a muçulmanos que fogem do seu país devido às atrocidades que lá vivem e se refugiam num país islâmico. É comum que combatentes de países na fronteira com o Afeganistão se unam aos talibãs, mas não que ocidentais se incorporem ao front.

O porta-voz do Ministério de Defesa do Afeganistão, Dawlat Waziri, confirmou em comunicado a detenção do alemão e acrescentou que na operação também foram destruídos vários refúgios talibãs e depósitos de munição.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas