Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil abre processo administrativo para apurar vídeo de militares dançando 'Jenifer' em navio

Em nota, a Marinha informou que e 'foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições' e que irá apurar o ocorrido.
Por G1 Rio

A Marinha do Brasil instaurou um processo administrativo para apurar um vídeo em que um grupo de militares aparece dançando a música "Jenifer" em um navio oficial.


A embarcação, segundo a Marinha, é o Aviso de Instrução Guarda-Marinha Brito, que fica sediado no Rio de Janeiro. A gravação foi feita durante o estágio de mar de militares.

Em nota, a Marinha informou que "foi constatado comportamento completamente incompatível com as tradições da Marinha" e que, para ampliar a apuração do ocorrido, foi instaurado um procedimento administrativo "cuja conclusão, certamente, conterá as propostas pertinentes às necessárias correções no inaceitável comportamento".

Assista o vídeo

Exército afegão captura alemão que colaborava com talibãs

O Exército afegão capturou um alemão que combatia ao lado dos talibãs há, aproximadamente, um ano numa operação feita no sul do Afeganistão, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.


EFE

A operação, na qual também foram detidos outros dois combatentes talibãs, aconteceu ontem à noite no distrito de Greshk, na província de Helmand, conforme detalhou à Agência Efe o porta-voz do grupo de operações especiais do Exército do Afeganistão, Abdul Qayum Nooristani.


Policiais afegãos em foto de 6 de fevereiro. EFE/ Watan Yar
Policiais afegãos em foto de 6 de fevereiro. EFE/ Watan Yar

"Comandos do VII Batalhão detiveram um alemão com outros combatentes talibãs em Greshk, Helmand, numa base talibã", explicou Nooristani.

Ele acrescentou que foram encontrados "documentos" que certificavam a sua nacionalidade, assim como outros papéis dos insurgentes que provavam que ele estava "cooperando e trabalhando com os talibãs".

"Era um membro talibã e atuava diretamente na luta contra as tropas afegãs", afirmou Nooristani.

Num vídeo publicado por integrantes do Exército nas redes sociais é possível ver a surpresa dos militares afegãos ao perceber que o indivíduo capturado, que usava um turbante preto e tinha uma longa barba ruiva, falava alemão.

O homem, cuja identidade não foi revelada, disse se definir como "muhajir", termo usado para se referir a muçulmanos que fogem do seu país devido às atrocidades que lá vivem e se refugiam num país islâmico. É comum que combatentes de países na fronteira com o Afeganistão se unam aos talibãs, mas não que ocidentais se incorporem ao front.

O porta-voz do Ministério de Defesa do Afeganistão, Dawlat Waziri, confirmou em comunicado a detenção do alemão e acrescentou que na operação também foram destruídos vários refúgios talibãs e depósitos de munição.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas