Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

General: defesa antiaérea russa é capaz de combater todos os meios de ataque aéreo

Sistemas e complexos de defesa antiaérea das Forças Terrestres da Rússia são capazes de combater todos os meios de ataque aéreo existentes, declarou o comandante das Forças Terrestres, tenente-general Oleg Salyukov.


Sputnik

Segundo o comandante, os sistemas de defesa antiaérea russos não têm análogos no mundo, sendo isso confirmado pela sua alta competitividade no mercado de armamentos.


Inauguração solene do salão aeroespacial internacional MAKS 2017, em 18 de julho de 2017
Buk M3 © Sputnik/ Ramil Sitdikov

"Os armamentos modernos de defesa antiaérea das Forças Terrestres superam em muitos aspetos seus antepassados e não têm análogos no mundo […] Por suas caraterísticas, os sistemas e complexos de mísseis são capazes de combater todos os meios de ataque aéreo existentes", disse Salyukov em entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda.

O general sublinhou que as tropas de defesa antiaérea do exército russo tiveram um novo impulso de desenvolvimento: as novas unidades de defesa antiaérea têm ao seu dispor o sistema de mísseis S-300V4 (o sistema com maior alcance de sua classe, capaz de atingir alvos balísticos fora da atmosfera) e sistemas de mísseis Buk-M2. No momento, o exército está sendo reequipado com sistemas de defesa antiaérea Buk-M3, Tor-M2 e o sistema móvel Verba (Salgueiro, em russo).

Na opinião do comandante, o futuro desenvolvimento deste tipo de forças consiste em equipá-las com sistemas de mísseis interceptores e de artilharia mais recentes e outros armamentos que permitirão aumentar significativamente a eficiência do combate contra adversários aéreos modernos.

Além disso, é necessário aumentar o nível de preparação das unidades e do sistema de treinamento de especialistas em defesa antiaérea.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas