Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Helicópteros da coalizão dos EUA teriam evacuado chefes do Daesh na Síria

Os helicópteros da coalizão internacional, liderada pelos EUA, evacuaram os líderes do grupo terrorista do Daesh (proibida na Rússia e em vários outros países) nos arredores da cidade de Qamishli, situada no nordeste da Síria, comunicou nesta segunda-feira (19) a agência estatal síria SANA, citando fontes próprias.


Sputnik

De acordo com a edição, três helicópteros realizaram pouso perto da fronteira turca, levando quatro combatentes de origem iraquiana, e voaram em direção desconhecida.


Soldados sírios em Ghouta Oriental
Militares sírios em Ghouta Oriental © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

Em dezembro, a mídia síria havia comunicado que a coalizão liderada pelos EUA presta apoio aos terroristas a deixar os territórios, onde o exército sírio reforçava sua presença.

Em particular, a agência SANA notificou que helicópteros dos EUA evacuaram os líderes do Daesh da província síria de Deir ez-Zor. Posteriormente, segundo a mídia, os combatentes se juntaram às unidades das Forças Democráticas da Síria (FDS), apoiadas por Washington.

Em novembro, helicópteros dos EUA teriam evacuado os chefes estrangeiros do Daesh da cidade síria de Al-Mayadin, duas semanas antes do início da operação de libertação da cidade pelo exército sírio.

A Rússia qualifica tais informações como sinais de uma "colaboração estreita" entre Washington com grupos armados no território sírio.

Assim, de acordo com o senador Franz Klintsevich, o Pentágono tenciona salvar os combatentes de uma "derrota total" para que eles possam continuar a guerra terrorista contra o exército sírio.

"Dá para perceber sua intenção em usá-los [terroristas] na luta contra tropas governamentais, ao juntá-los com as FDS", assinalou.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas