Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Israel ataca Faixa de Gaza após explosões na área fronteiriça

Tanques israelenses atacaram as posições dos combatentes palestinos em resposta à detonação de vários artefatos explodidos perto da patrulha do exército israelense na fronteira com Faixa de Gaza, comunicou o serviço de imprensa do exército de Israel.


Sputnik

A explosão não deixou vítimas entre soldados israelenses. Quanto à resposta, por enquanto não há informações disponíveis. 


Tanques israelenses perto da fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza (foto de arquivo)
Tanques israelenses na fronteira com a Faixa de Gaza © AFP 2018/ THOMAS COEX

"Pouco tempo atrás, foram detonados vários artefatos explosivos perto do cercado de segurança, na parte norte da Faixa de Gaza, não há informações sobre vítimas", lê-se no comunicado de militares.

"Em resposta, os tanques das Forças de Defesa de Israel atiraram contra postos do grupo terrorista Hamas", acrescentaram eles.

Israel considera o movimento islamita Hamas como responsável por todas as ações agressivas provenientes do enclave controlado pelo grupo, e exige que ele assegure a trégua entre todas as facções palestinas.

Em fevereiro, na área fronteiriça da Faixa de Gaza, a explosão de um dispositivo explosivo deixou quatro militares israelenses feridos. Por sua vez, Israel respondeu com bombardeiros massivos contra a infraestrutura dos combatentes palestinos, desde a última guerra no enclave em 2014.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas