Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Israel ataca Faixa de Gaza após explosões na área fronteiriça

Tanques israelenses atacaram as posições dos combatentes palestinos em resposta à detonação de vários artefatos explodidos perto da patrulha do exército israelense na fronteira com Faixa de Gaza, comunicou o serviço de imprensa do exército de Israel.


Sputnik

A explosão não deixou vítimas entre soldados israelenses. Quanto à resposta, por enquanto não há informações disponíveis. 


Tanques israelenses perto da fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza (foto de arquivo)
Tanques israelenses na fronteira com a Faixa de Gaza © AFP 2018/ THOMAS COEX

"Pouco tempo atrás, foram detonados vários artefatos explosivos perto do cercado de segurança, na parte norte da Faixa de Gaza, não há informações sobre vítimas", lê-se no comunicado de militares.

"Em resposta, os tanques das Forças de Defesa de Israel atiraram contra postos do grupo terrorista Hamas", acrescentaram eles.

Israel considera o movimento islamita Hamas como responsável por todas as ações agressivas provenientes do enclave controlado pelo grupo, e exige que ele assegure a trégua entre todas as facções palestinas.

Em fevereiro, na área fronteiriça da Faixa de Gaza, a explosão de um dispositivo explosivo deixou quatro militares israelenses feridos. Por sua vez, Israel respondeu com bombardeiros massivos contra a infraestrutura dos combatentes palestinos, desde a última guerra no enclave em 2014.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas