Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Israel diz que impedirá construção de fábricas de mísseis iranianos na Síria e no Líbano

Tel Aviv não deixará o Irã desenvolver ou construir fábricas para a produção de mísseis na Síria ou no Líbano, uma vez que esses projéteis poderiam ser usados contra Israel, segundo afirmou nesta terça-feira o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em visita a Washington.


Sputnik

"Além de mover seu Exército, sua Força Aérea e sua Marinha para a Síria, a fim de atacar Israel de mais perto, ele [o Irã] também está querendo desenvolver e construir fábricas de mísseis guiados de precisão na Síria e no Líbano, contra Israel. Eu não vou deixar isso acontecer", afirmou Netanyahu durante a Conferência de Políticas do Comitê Americano-Israelense de Assuntos Públicos.


Caminhão militar levando míssil iraniano Sejil durante desfile militar realizado em Teerã em 2016
Transporte do míssil iraniano Sejil © AFP 2018/ CHAVOSH HOMAVANDI / AFP

Na última semana, a mídia dos Estados Unidos relatou que recentes fotos de satélite demonstraram que Teerã teria construído uma base perto da capital síria, Damasco, de onde possíveis mísseis de curto e médio alcances poderiam atingir o Estado de Israel.

O Irã tem apoiado o governo sírio na luta contra grupos terroristas ao longo dos sangrentos conflitos que se arrastam na Síria desde 2011. Como parte desse apoio, Teerã enviou diversos conselheiros militares para o país com o objetivo de treinar as tropas leais a Damasco. No entanto, Israel, outra potência militar da região, considera as atividades iranianas uma ameaça à sua segurança.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas