Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Israel diz que impedirá construção de fábricas de mísseis iranianos na Síria e no Líbano

Tel Aviv não deixará o Irã desenvolver ou construir fábricas para a produção de mísseis na Síria ou no Líbano, uma vez que esses projéteis poderiam ser usados contra Israel, segundo afirmou nesta terça-feira o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em visita a Washington.


Sputnik

"Além de mover seu Exército, sua Força Aérea e sua Marinha para a Síria, a fim de atacar Israel de mais perto, ele [o Irã] também está querendo desenvolver e construir fábricas de mísseis guiados de precisão na Síria e no Líbano, contra Israel. Eu não vou deixar isso acontecer", afirmou Netanyahu durante a Conferência de Políticas do Comitê Americano-Israelense de Assuntos Públicos.


Caminhão militar levando míssil iraniano Sejil durante desfile militar realizado em Teerã em 2016
Transporte do míssil iraniano Sejil © AFP 2018/ CHAVOSH HOMAVANDI / AFP

Na última semana, a mídia dos Estados Unidos relatou que recentes fotos de satélite demonstraram que Teerã teria construído uma base perto da capital síria, Damasco, de onde possíveis mísseis de curto e médio alcances poderiam atingir o Estado de Israel.

O Irã tem apoiado o governo sírio na luta contra grupos terroristas ao longo dos sangrentos conflitos que se arrastam na Síria desde 2011. Como parte desse apoio, Teerã enviou diversos conselheiros militares para o país com o objetivo de treinar as tropas leais a Damasco. No entanto, Israel, outra potência militar da região, considera as atividades iranianas uma ameaça à sua segurança.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas