Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Novo corte na verba do PROSUB preocupa Comando da Marinha do Brasil

O Comandante da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Leal Ferreira, está seriamente preocupado com as consequências negativas de um novo e importante corte nos recursos do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), previstos para o orçamento de 2019.
Por Roberto Lopes e Alexandre Galante | Poder Naval

O Programa, cujos termos foram ajustados em 2009, estabelece a produção, no complexo industrial naval de Itaguaí (RJ), de quatro submarinos de ataque convencionais (propulsão diesel-elétrica) da classe Scorpène, e a assistência técnica francesa para a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro.

O primeiro submarino convencional, batizado Riachuelo, deve ser lançado ao mar na manhã da quarta-feira 12 de dezembro.

Em novembro de 2016, reunido com lideranças da Base Industrial de Defesa, em São Paulo, o então ministro da Defesa, Raul Jungmann, estimou o valor total do investimento brasileiro no PROSUB em 30 bilhões de Reais.

O Poder Naval não teve acesso aos valores da reduçã…

Liga Árabe exige à Turquia que retire as suas forças do Iraque

Organização pan-árabe defende que a retirada ocorra 'sem condições'


Pars Today

O Conselho da Liga Árabe exigiu nesta quarta-feira (7) à Turquia que retire imediatamente as "suas forças" do Iraque, por considerar que representam uma "violação da soberania iraquiana" e uma "ameaça à segurança nacional árabe".


Resultado de imagem para turquia iraque
Militares da Turquia patrulham região próxima à fronteira com o Iraque, onde rebeldes curdos lançaram série de ataques | Reprodução

A organização pan-árabe pede à Turquia que "não intervenha nos assuntos iraquianos e que suspenda esses atos provocadores, que prejudicam a confiança e ameaçam a estabilidade na região" do Médio Oriente.

Defende ainda que a retirada das tropas turcas deve ser feita "sem condições".

O exército turco tem em curso uma operação aérea no norte do Iraque, em zonas de fronteira com a Turquia.

Segundo Ancara, a operação tem como alvo militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, proibido na Turquia e que combate o Estado turco desde 1984).

A força aérea turca bombardeia, quase todas as semanas, posições de retaguarda do PKK no montanhoso norte do Iraque, geralmente num raio de cerca de 50 quilômetros da fronteira.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas