Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Liga Árabe exige à Turquia que retire as suas forças do Iraque

Organização pan-árabe defende que a retirada ocorra 'sem condições'


Pars Today

O Conselho da Liga Árabe exigiu nesta quarta-feira (7) à Turquia que retire imediatamente as "suas forças" do Iraque, por considerar que representam uma "violação da soberania iraquiana" e uma "ameaça à segurança nacional árabe".


Resultado de imagem para turquia iraque
Militares da Turquia patrulham região próxima à fronteira com o Iraque, onde rebeldes curdos lançaram série de ataques | Reprodução

A organização pan-árabe pede à Turquia que "não intervenha nos assuntos iraquianos e que suspenda esses atos provocadores, que prejudicam a confiança e ameaçam a estabilidade na região" do Médio Oriente.

Defende ainda que a retirada das tropas turcas deve ser feita "sem condições".

O exército turco tem em curso uma operação aérea no norte do Iraque, em zonas de fronteira com a Turquia.

Segundo Ancara, a operação tem como alvo militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, proibido na Turquia e que combate o Estado turco desde 1984).

A força aérea turca bombardeia, quase todas as semanas, posições de retaguarda do PKK no montanhoso norte do Iraque, geralmente num raio de cerca de 50 quilômetros da fronteira.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas