Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Mais de 9.300 civis já saíram de Guta Oriental só hoje, diz ONG

Mais de 9.300 civis, entre eles centenas de menores de idade e mulheres, saíram nesta quinta-feira de Guta Oriental, o principal reduto opositor nos arredores de Damasco (Síria), no maior movimento de deslocados que foge desta região desde que as forças governamentais impusessem um cerco em 2013, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

Beirute - O Observatório, que anteriormente tinha falado em 3.100 evacuados, destacou que os civis estão saindo de Guta Oriental, alvo de uma ofensiva das tropas leais ao governo sírio, através de um corredor aberto na cidade de Hamuriya. As pessoas estão saindo de Hamuriya, em poder da facção islamita Legião da Misericórdia, e estão cruzando áreas nas mãos das autoridades.


EFE/cedida por SANA
EFE/cedida por SANA

O Centro de Informação de Guerra do grupo Hezbollah, aliada do governo de Damasco, informou que o Exército sírio garantiu a saída segura de, aproximadamente, 10 mil civis de Ghouta Oriental para a capital síria através do corredor de Hamuriya.

A televisão oficial síria indicou que milhares de civis estão deixando Guta Oriental através da passagem de Hamuriya, habilitado hoje por soldados governamentais. A emissora, que destacou que o Exército está garantindo a saída segura dessas pessoas, mostrou imagens dos civis caminhando pelo corredor, muitos deles carregando pouquíssimos objetos. Alguns levavam bandeiras da Síria, enquanto outros choravam ao concluir o trajeto. De fundo, ao longe, era possível ouvir o barulho do impacto de projéteis em Ghouta Oriental.

Nos dois últimos dias, centenas de civis que moravam em zonas controladas pela outra grande facção islamita de Guta Oriental, o Exército do Islã, foram retirados da região através pelo corredor do campo de refugiados palestinos de Al-Wafidin.

Este processo coincide com a entrada de um comboio de 25 caminhões com ajuda a Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental e nas mãos do Exército do Islã. O Observatório afirmou que vários foguetes caíram nos arredores de Duma enquanto a caravana humanitária do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), do Crescente Vermelho da Síria e da ONU se dirigiam à região.

Desde 25 de janeiro, Ghouta Oriental é alvo de uma ofensiva das forças governamentais e de seus aliados, que foi precedida, na semana anterior, por uma intensificação dos bombardeios feitos por aviões sírios e russos e da artilharia governamental.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas