Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Analista: entrega de dados de Israel sobre abate de Il-20 significa muito para Rússia

O comandante da Força Aérea Israelense, Amikam Norkin, forneceu ao Ministério da Defesa da Rússia dados sobre o incidente com o avião russo Il-20 na Síria. Israel demonstra que não pretende perder a cooperação estabelecida com a Rússia, disse o analista político Stanislav Tarasov durante uma entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

Além destas informações sobre o abate da aeronave, Israel também avisou sobre "as tentativas do Irã de fortalecer sua posição na Síria e entregar armas estratégicas ao Hezbollah". Os militares observaram que é necessário continuar coordenando as ações na Síria, ressaltando a importância de respeitar os interesses dos dois países.

O avião russo Il-20 foi abatido sobre o mar Mediterrâneo no dia 17 de setembro, a 35 quilômetros da costa síria, por um míssil do sistema antiaéreo S-200 da Síria, resultando na morte de 15 militares.

Ao mesmo tempo, quatro caças F-16 atacaram instalações sírias em Latakia. De acordo com o Ministério da Defesa da…

Marinha dos EUA divulga detalhes de novo 'super drone' militar

A Marinha dos EUA encomendou aeronaves não-tripuladas com capacidade para transportar cargas úteis internas e externas de 4 toneladas, voar em um raio de 1200 quilômetros, fornecer apoio aéreo ofensivo e decolar e aterrar verticalmente.


Sputnik

Os militares querem um drone capaz de carregar dezenas de mísseis diferentes, incluindo um modelo anti-radiação, além de uma arma capaz de matar com precisão extrema e guiada por laser. O drone também deve ser capaz de voar em estado de alerta ou em caso de guerra eletrônica. 


Imagem relacionada
Drone dos EUA | Reprodução

O equipamento seria usado sobretudo para missões de inteligência, vigilância e reconhecimento. As especificações também detalham que os militares esperam uma versão inicial do sistema de operação terrestre até 2025 e do mecanismo de embarque e desembarque vertical na água até 2028. A aeronave totalmente operacional está prevista para 2034.

As empresas interessadas em participar do programa MUX incluem a Bell, Piasecki Aircraft, ARES e Boeing, Lockheed Martin e Northrop Grumman.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas