Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

VÍDEO mostra fragata norueguesa afundando, tendo colidido após manobras da OTAN

A mídia divulgou novos vídeo e fotos da fragata norueguesa KMN Helge Ingstad, que colidiu com o navio petroleiro Sola TS junto à costa norueguesa em circunstâncias desconhecidas ao regressar das manobras da OTAN.
Sputnik

A fragata ficou com um grande rombo a estibordo atravessando a linha de água, sete marinheiros ficaram feridos. A tripulação abandonou o navio acidentado, que depois foi rebocado para águas menos profundas para evitar seu afundamento total.


Uns dias após o acidente (8), a fragata continua parcialmente acima da superfície da água, mas está completamente assente no fundo. Mais de 10 toneladas de combustível para helicópteros vazou para o mar.

Até o momento, não há nenhumas informações sobre o estado do armamento a bordo, incluindo mísseis de cruzeiro e antiaéreos, torpedos e artilharia.

O petroleiro Sola TS, por sua parte, não sofreu nenhum dano durante a colisão.

As razões do incidente estão sendo investigadas. Entre as possíveis causas estão a navegação da fragata em reg…

Mídia: Daesh está preparando grande ofensiva na Síria

O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em outros países) está concentrando forças para um ataque maciço contra forças sírias no leste do país, perto da fronteira iraquiana, informou nesta quarta-feira (7) o jornal Al-Masdar News.


Sputnik

Segundo as fontes, citadas pela edição, é muito provável que os terroristas estejam tentando recuperar o controle sobre as regiões-chave ao longo dos rios Eufrates e Khabur, onde há uma variedade de grandes cidades e campos de petróleo.


Soldado segurando bandeira do Daesh em Raqqa, Síria
Soldado segurando bandeira do Daesh em Raqqa, Síria © AP Photo/ Asmaa Waguih

Caso a informação seja verdadeira, os terroristas terão como alvos os militantes sírios, apoiados pelos EUA, que se baseiam nas províncias de Deir ez-Zor e Al-Hasakah.

A fonte sublinha que as posições dos militantes estão muito fracas comparadas com as das forças governamentais sírias e tropas iraquianas.

Além disso, o Daesh ganhou tempo para se reagrupar, pois parte das forças que resistiam aos terroristas, dirigiram-se à região de Afrin, onde a Turquia está realizando a operação Ramo de Oliveira contra os curdos.

De acordo com Al-Masdar News, o Daesh ainda possui milhares de combatentes nas zonas desertas na margem leste do Eufrates.

No fim de fevereiro, altos funcionários estadunidenses expressaram preocupações de que detenções em massa dos membros do Daesh podem provocar a recuperação do grupo terrorista.

Em particular, um funcionário, que preferiu permanecer anônimo, lembrou que o líder do grupo, Abu Bakr al-Baghdadi havia sido preso em 2004 em um dos maiores centros de detenção norte-americanos, o Camp Bucca, no Iraque. Foi então que ele começou a criar a rede terrorista, recrutando outros prisioneiros, para que os EUA não pudessem reagir a tempo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas