Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Militantes de Ghouta Oriental introduzem recolher obrigatório e impedem reuniões de civis

Os militantes de Ghouta Oriental introduziram o recolher obrigatório no período das pausas humanitárias e também impedem que os civis realizem reuniões de rua, informou aos jornalistas em 4 de março o representante do Centro para a Reconciliação na Síria russo, major-general Vladimir Zolotukhin.


Sputnik

"De acordo com informação obtida pelo Centro para a Reconciliação, os grupos armados de Ghouta Oriental introduziram o recolher obrigatório para a população local no período das pausas humanitárias. Os civis que violem as regras estabelecidas são sujeitos a punições públicas", disse.


Corredor humanitário entre Damasco e Ghouta Orienta, arquivo
Corredor humanitário entre Damasco e Ghouta Oriental © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

Zolotukhin acrescentou também que os militantes impedem os civis de se reunirem para evitar a sua possível fuga através do corredor humanitário.

A sexta pausa humanitária diária entrou em vigor em Ghouta Oriental às 09h00 (02h00, horário de Brasília) de 4 de março. Os militantes continuam detendo os moradores locais, impedindo que estes atravessem o corredor humanitário. Durante todo o período de pausas humanitárias, apenas duas crianças conseguiram fugir usando o corredor. Ontem (3) os militantes dispararam contra o corredor humanitário, ferindo três civis.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas