Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Militares russos ajudam civis sírios a saírem de Ghouta Oriental (VÍDEO)

Militares russos, juntamente com seus colegas sírios, estão ajudando os civis a saírem da região de Ghouta Oriental, que continua estando ocupada pelos militantes. Um representante do exército sírio comentou a situação à Sputnik.


Sputnik

Com o aumento do número de pessoas desejando abandonar Ghouta Oriental, os militares russos e sírios tomaram medidas adicionais para garantir a segurança. Os refugiados recebem abrigo, alimentos, assistência médica e tudo o que é necessário para uma vida normal.


Civis deixando a região de Ghouta Oriental através de um corredor humanitário
Civis deixando Ghouta Oriental © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

"Os militares russos estão desempenhando um papel muito importante, realizando o controle de um número inesperadamente alto de refugiados saindo de Ghouta [Oriental]. A saída em massa de Ghouta é resultado do sucesso que o exército sírio teve no campo de batalha", disse à Sputnik Árabe um tenente-coronel do exército do país árabe.

A agência também falou com o soldado russo Vitaly que está servindo no momento em Ghouta Oriental. Ele afirma estar contente por cumprir sua tarefa ajudando os civis, milhares dos quais já conseguiram sair de sob controle dos terroristas.

Ghouta Oriental foi ocupada pelos militantes em 2012. De acordo com estatísticas do exército sírio, na área estão entre 10 e 12 mil militantes.

Atualmente, a região tem dois corredores humanitários funcionando para garantir a saída de civis e militantes. De acordo com o Centro Russo de Reconciliação na Síria, mais de 68.000 pessoas saíram de Ghouta Oriental desde a abertura de corredores humanitários.


Comentários

Postagens mais visitadas