Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Militares ucranianos perdem drone em Donbass

Militares ucranianos perderam contato com seu drone que estava realizando manobras de reconhecimento perto da linha de contato em Donbass, afirmou nesta sexta-feira (9) durante um briefing o representante oficial da Milícia Popular da República Popular de Lugansk, Andrei Marochko.


Sputnik

"Militares ucranianos, utilizando veículos aéreos não tripulados, intensificaram a vigilância ao longo da linha de contato, inclusive para ajustar o fogo de artilharia. Ontem (8), na área do povoado de Smeloe, durante um voo sobre nossas posições, foi realizada a aterrissagem forçada de um drone da brigada 58 das Forças Armadas da Ucrânia", assinalou Marochko.


Militar ucraniano lançando drone (imagem referencial)
Militar ucraniano lançando drone © AFP 2018/ Petro Zadorozhnyy

O representante militar detalhou que, segundo dados preliminares, na zona do povoado de Grechishkino está funcionando um sistema de guerra eletrônica devido ao qual os militares ucranianos acabaram perdendo a comunicação com o aparelho.

"Os voluntários comunicaram [nas redes sociais] que os militares ucranianos perderam contato com o drone devido ao sistema de supressão de sinais", revelou Marochko.

O funcionário recordou que a utilização nas proximidades da linha de contato em Donbass de drones, bem como de outros veículos aéreos, é proibida pelos Acordos de Minsk.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas