Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Ministro japonês admite estudo do uso de caças F-35B em porta-helicópteros

O ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, deixou cair com uma bomba em 2 de março a notícia de que autorizou estudos sobre se os aviões de combate avançados e furtivos F-35B podem ser empregados no porta-helicópteros Izumo da Força Marítima de Autodefesa do Japão (JMSDF).


Por Ryo Aibara | 
The Asahi Shimbun | Poder Naval

Essa atividade passaria perante o artigo 9 da Constituição, que renuncia à guerra e que proíbe o Japão de manter mais do que o mínimo para se proteger.


Destróier porta-helicópteros Izumo DDH-183

Consciente das ramificações políticas de seu comentário na sessão do Comitê de Orçamento da Câmara Alta, Onodera acrescentou: “Ainda não foi tomada uma decisão sobre se o F-35B será efetivamente empregado no Izumo”.

O Izumo é o maior navio da frota da JMSDF e qualquer mudança para transformá-lo em um porta-aviões enfrentaria um alvoroço dos partidos da oposição.

Akira Koike, do Partido Comunista Japonês, chamou o comentário de Onodera de “uma importante admissão” à luz da recusa do governo no passado de possuir um porta-aviões devido à postura exclusivamente defensiva da nação.

“Mas ele (Onodera) está agora dizendo que consideração está sendo dada para mudar fundamentalmente a postura da nação”, disse Koike.

O F-35B fabricado pelos EUA é o avião de combate furtivo mais avançado e, ao contrário do F-35A agora usado pela AJSDF (Força Aérea de Autodefesa do Japão), pode decolar de uma pista curta e também pousar verticalmente como um helicóptero.

Na sessão do Comitê Orçamentário da Câmara Alta, Onodera disse: “No que diz respeito ao Izumo, estudos foram conduzidos sobre as quais aeronaves poderiam decolar e pousar. O avião mais representativo é o F-35B. O estudo é destinado a acumular informações fundamentais, independentemente da conclusão alcançada no futuro”.

Mas ele não declarou se a Constituição proibia a posse de um porta-aviões. Ele só disse que os porta-aviões de “ataque” que têm muitas aeronaves capazes de poder destrutivo extremo ou capacidades de ataque terrestre não seriam permitidos.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas