Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Moscou: EUA de fato instigaram Turquia a iniciar operação militar em Afrin

Os EUA, fornecendo as armas mais modernas aos curdos, de fato impeliram a Turquia a realizar a operação militar na cidade síria de Afrin, disse em entrevista à Sputnik o secretário assistente do Conselho de Segurança da Rússia para a Segurança Internacional, Aleksandr Venediktov.


Sputnik

"Os curdos são literalmente atulhados com as armas mais modernas [norte-americanas]. As remessas de armas modernas e incentivos aos ânimos separatistas entre os curdos de fato provocaram a operação militar por parte da Turquia na região de Afrin", afirmou o interlocutor da agência.


Rebelde sírio apoiado pela Turquia em um posto de controle na cidade síria de Azaz
Rebelde sírio apoiado pela Turquia em Azaz, Síria © AFP 2018/ OZAN KOSE

Em 20 de janeiro, o Estado-Maior General da Turquia anunciou o início da operação Ramo de Oliveira contra as formações curdas em Afrin. Damasco condenou decisivamente as ações da Turquia, notando que esse território é parte integrante da Síria.

Por sua vez, Moscou apelou a todas as partes a respeitarem a integridade territorial da Síria.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas