Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Novo assessor de Trump quer estabelecer pré-requisitos para negociar com a Coreia do Norte

O novo assessor de segurança nacional do presidente Donald Trump, John Bolton, insiste em estabelecer pré-condições antes de qualquer reunião com a liderança da Coreia do Norte. Para Bolton, Trump deve exigir a destruição de armas nucleares antes de qualquer negociação.


Sputnik

Bolton, que teve papel-chave como representante do governo de George W. Bush na ONU entre 2005 e 2006, é considerado uma guinada à direita do gabinete presidencial. O conservador aconselhou o presidente a estabelecer um paralelo às negociações pela destruição de armas nucleares na Líbia em 2004.


John Bolton, the former U.S. ambassador to the United Nations, arrives at Trump Tower for a meeting with President-elect Donald Trump, Friday, Dec. 2, 2016, in New York
John Bolton © AP Photo/ Evan Vucci

"Vamos ter essa conversa até maio, ou até mesmo antes, e vamos ver como a Coreia do Norte realmente é séria", disse Bolton, citado pela RFA. "Se eles não estão preparados para ter esse tipo de discussão séria, na verdade pode ser uma reunião muito curta".

O assessor se disse cético sobre o resultado da reunião e afirmou que os norte-coreanos já usaram tratativas de paz para camuflar o desenvolvimento do programa nuclear nacional.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas