Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Novo assessor de Trump quer estabelecer pré-requisitos para negociar com a Coreia do Norte

O novo assessor de segurança nacional do presidente Donald Trump, John Bolton, insiste em estabelecer pré-condições antes de qualquer reunião com a liderança da Coreia do Norte. Para Bolton, Trump deve exigir a destruição de armas nucleares antes de qualquer negociação.


Sputnik

Bolton, que teve papel-chave como representante do governo de George W. Bush na ONU entre 2005 e 2006, é considerado uma guinada à direita do gabinete presidencial. O conservador aconselhou o presidente a estabelecer um paralelo às negociações pela destruição de armas nucleares na Líbia em 2004.


John Bolton, the former U.S. ambassador to the United Nations, arrives at Trump Tower for a meeting with President-elect Donald Trump, Friday, Dec. 2, 2016, in New York
John Bolton © AP Photo/ Evan Vucci

"Vamos ter essa conversa até maio, ou até mesmo antes, e vamos ver como a Coreia do Norte realmente é séria", disse Bolton, citado pela RFA. "Se eles não estão preparados para ter esse tipo de discussão séria, na verdade pode ser uma reunião muito curta".

O assessor se disse cético sobre o resultado da reunião e afirmou que os norte-coreanos já usaram tratativas de paz para camuflar o desenvolvimento do programa nuclear nacional.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas