Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Presidente sírio visita soldados na 'linha de fogo' em Ghouta Oriental

O presidente sírio, Bashar Assad, junto com um correspondente da agência estatal SANA, viajou em seu carro pelas áreas libertadas de Ghouta Oriental.


Sputnik

O presidente se encontrou com os "heróis do Exército Árabe Sírio", comunicou neste domingo (18) em sua conta no Twitter o serviço de imprensa do presidente.


Bashar Assad se encontra com soldados em Ghouta Oriental
Bashar Assad cumprimenta soldado em Ghouta Oriental © REUTERS/ SANA/Handout

"Na linha de fogo de Ghouta Oriental, o presidente Assad se encontrou com os heróis do Exército Árabe Sírio", informou.

Além disso, no vídeo e nas fotos que surgiram na Internet, é possível observar a recepção calorosa que os soldados proporcionaram ao líder sírio.

Nesta sexta-feira (16), os militares sírios reportaram avanços consideráveis. De acordo com eles, as tropas governamentais expulsaram os terroristas de 70% do território de Ghouta Oriental.

Porém, grupos terroristas tais como Frente al-Nusra (proibida na Rússia e em vários outros países), Jaysh al-Islam e Ahrar al-Sham ainda mantêm seu controle nesta zona e continuam lançando ataques contra a periferia e o centro da capital síria.

Nesta segunda-feira (19), os militares russos afirmaram que desde a manhã mais de 25 mil pessoas conseguiram sair de Ghouta Oriental via um corredor humanitário aberto na localidade de Hamuria.

De acordo com os dados do major-general russo Vladimir Zolotukhin, mais de 68 mil pessoas abandonaram Ghouta Oriental desde a abertura de corredores humanitários.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas