Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Presidente turco revela novo alvo da Operação do Ramo de Oliveira na Síria

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a cidade síria de Tal Rifaat seria o próximo alvo da ofensiva militar de Ancara contra os militantes curdos.


Sputnik

O anúncio confirma as várias declarações anteriores do presidente, dizendo que a operação turca no norte da Síria continuaria após a apreensão de Afrin e se concentrará nas regiões de Manbij e Idlib.


Resultado de imagem para recep tayyip erdogan
Recep Tayyip Erdogan | Reprodução

"Se Deus quiser, garantiremos que esta operação atinja seu objetivo depois de tomar o controle de Tal Rifaat em um curto período de tempo", declarou Erdogan na cidade de Trabzon, no Mar Negro.

No dia anterior, o Estado-Maior das Forças Armadas Turcas declarou que as forças do país haviam estabelecido o controle total sobre a cidade de Afrin, anteriormente dominada pelos curdos.

A Turquia lançou sua operação militar apelidada de Ramo de oliveira em 20 de janeiro, juntamente com as forças do Exército Sírio Livre da oposição. O país sublinhou que o seu avanço militar visa "limpar" a fronteira com a Síria da ameaça terrorista. Essa ameaça, como explicou Ancara, é constituída pelo Partido da União Democrática (PYD), um partido político curdo no norte da Síria, e a milícia Unidade de Proteção do Povo Curdo (YPG), ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) considerado como uma organização terrorista de Ancara.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas