Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Príncipe herdeiro saudita adverte sobre provável guerra com Irã

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman Al Saud, avisou sobre a probabilidade de um conflito militar com o Irã.


Sputnik

Em entrevista ao jornal Wall Street Journal, o príncipe herdeiro apelou para que a comunidade internacional aplique sanções mais severas contra Teerã a fim de evitar um confronto armado na região.


Vista geral de Riad (foto de arquivo)
Riad, capital da Arábia Saudita © Sputnik/ Aleksandr Yuriev

"Nós devemos consegui-lo para evitar um conflito militar. Caso não possamos fazê-lo, daqui a 10 ou 15 anos talvez se inicie uma guerra com o Irã", afirmou o príncipe à edição.

Riad acusa Teerã de fornecimento ilegal de armas aos rebeldes iemenitas, incluindo mísseis.

Desde 2014, o Iêmen tem sido palco de uma guerra entre rebeldes houthis, por um lado, e o exército governamental e tropas irregulares leais ao presidente do país, Abd Rabbuh Mansur Hadi, por outro.

As forças iemenitas são apoiadas pela coalizão liderada pela Arábia Saudita. Em resposta, os rebeldes houthis lançam regularmente ataques de mísseis contra o território saudita.

Comentários

Postagens mais visitadas