Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Rheinmetall integra míssil guiado anticarro MELLS no Marder

A Rheinmetall integrou o avançado míssil guiado anticarro MELLS ao veículo de combate de infantaria Marder 1A5. Após a conclusão bem-sucedida da fase de estudo, o Bundeswehr encomendou 44 kits de retrofit do MELLS, que foram entregues em dezembro de 2017.


Forças Terrestres

Nesse meio tempo, um total de 35 veículos foram equipados com o novo kit de integração do sistema de mísseis. O Marder 1A5 modernizado agora é capaz de utilizar o MELLS, um acrônimo alemão que significa “multirole-capable light antitank missile system”.

A Rheinmetall realizou o estudo de prova de conceito para integrar o míssil antitanque MELLS no veículo de combate de infantaria Marder, e agora recebeu um pedido inicial para atualizar 44 Marder 1A5s do Exército Alemão com o míssil. (Foto Rheinmetall)

Este retrofit contribui para a eficácia de combate das unidades de infantaria mecanizadas do Bundeswehr e, portanto, para a credibilidade da República Federal da Alemanha em contextos de segurança internacional.

No final de 2016, o Escritório Federal da Alemanha para Equipamentos e Tecnologia da Informação e Suporte em Serviço do Bundeswehr (www.BAAINBw.de) concedeu à Rheinmetall Landsysteme GmbH um contrato para estudar formas de integrar o MELLS no IFV testado e aprovado do Bundeswehr, que chegará ao final de sua vida útil no futuro previsível. Graças ao MELLS, o IFV Marder agora tem uma capacidade antitanque nova e altamente eficaz.

Sob um contrato de desenvolvimento – com a ajuda de duas amostras de veículos –, a Rheinmetall examinou, entre outras coisas, a extensão em que a oscilação devido ao movimento do veículo e o comportamento de vibração resultante teriam que ser levados em conta na integração do MELLS. Os resultados formaram a base para um conceito de armazenamento modificado, permitindo o transporte do lançador e mísseis no veículo de combate de infantaria. O projeto foi realizado durante o primeiro semestre de 2017. O ponto alto veio quando os mísseis sob vibração e estresse foram disparados com sucesso do IFV.

A Rheinmetall acumulou grande experiência em todos os aspectos do Marder. O sistema de armas saiu primeiro das linhas de montagem do precursor da Rheinmetall em Kassel. Extremamente confiável e testado em batalha, o Marder está destinado a continuar sendo um importante cavalo de batalha da infantaria mecanizada da Alemanha por muitos anos.

A Rheinmetall está atualmente procurando maneiras de integrar o MELLS nas versões 1A3 e 1A5A1 do Marder também.

FONTE: Rheinmetall Defense

Postar um comentário

Postagens mais visitadas