Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

VÍDEO mostra fragata norueguesa afundando, tendo colidido após manobras da OTAN

A mídia divulgou novos vídeo e fotos da fragata norueguesa KMN Helge Ingstad, que colidiu com o navio petroleiro Sola TS junto à costa norueguesa em circunstâncias desconhecidas ao regressar das manobras da OTAN.
Sputnik

A fragata ficou com um grande rombo a estibordo atravessando a linha de água, sete marinheiros ficaram feridos. A tripulação abandonou o navio acidentado, que depois foi rebocado para águas menos profundas para evitar seu afundamento total.


Uns dias após o acidente (8), a fragata continua parcialmente acima da superfície da água, mas está completamente assente no fundo. Mais de 10 toneladas de combustível para helicópteros vazou para o mar.

Até o momento, não há nenhumas informações sobre o estado do armamento a bordo, incluindo mísseis de cruzeiro e antiaéreos, torpedos e artilharia.

O petroleiro Sola TS, por sua parte, não sofreu nenhum dano durante a colisão.

As razões do incidente estão sendo investigadas. Entre as possíveis causas estão a navegação da fragata em reg…

Terceiro dia de pausa humanitária em Ghouta Oriental começa após bombardeios

Uma nova pausa humanitária de cinco horas começou nesta quinta-feira em Guta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores de Damasco (Síria), pelo terceiro dia consecutivo, que foi precedido de bombardeios intensos na região.


EFE

Foi a televisão oficial síria que informou o início da pausa, que acontecerá, como nos dias anteriores, das 9h às 14h (hora local).


EFE/ Youssef Badawi
EFE/ Youssef Badawi

O canal mostrou imagens do corredor humanitário permitido pelas autoridades para a saída de civis que desejem deixar Guta Oriental, embora ninguém tenha utilizado até o momento.

Nos dois dias anteriores, a emissora afirmou que o corredor tinha sido alvo de ataques de organizações terroristas dentro de Guta Oriental para impedir a marcha de civis.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou hoje que houve bombardeios de aviões não identificados contra as cidades de Duma, Kafr Batna e Yisrin, todas elas em Guta Oriental, antes do início da trégua.

Também aconteceram ataques similares em Harasta, onde, além disso, a artilharia do governo abriu fogo.

Paralelamente, continuam os combates entre a facção Exército do Islã e as tropas leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, em Hush al Dauahira, onde os soldados do governo tentam progredir.

A iniciativa da pausa humanitária de cinco horas em Guta Oriental foi lançada pela Rússia e está vinculada com a resolução aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU, no último fim de semana, que exige trégua de um mês em toda a Síria.

Os dois primeiros dias de pausa humanitária na região da periferia de Damasco não conseguiram acabar com a violência, já que ontem aconteceram combates em Hush al Dauahira e na terça-feira ocorreram bombardeios e disparos de artilharia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas