Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Ucrânia dá mais um passo para aderir à OTAN

A OTAN reconheceu a Ucrânia como país candidato a integrar a Aliança, comunicou neste sábado (10) Irina Gerashchenko, primeira vice-presidente da Suprema Rada, parlamento ucraniano.


Sputnik

"Isto é muito importante. A OTAN reconheceu o estatuto da Ucrânia como país candidato! Passo a passo, estamos nos aproximando da adesão plena à Aliança", escreveu Geraschenko na sua página do Facebook. De acordo com ela, esse reconhecimento foi há pouco tornado público no site do bloco militar. 


Militares ucranianos durante manobras internacionais Rapid Trident-2016 (foto de arquivo)
Militares ucranianos © Sputnik/ Stringer

Em dezembro de 2014, os deputados da Suprema Rada adotaram emendas às leis que anteriormente estabeleciam o status da Ucrânia como país não-alinhado. Em junho de 2016, a entrada do país na OTAN foi oficialmente reconhecida como meta da política externa do país.

Em conformidade com os acordos entre Kiev e Bruxelas, a Ucrânia deve assegurar, até 2020, a plena compatibilidade de suas Forças Armadas com as da Aliança Atlântica.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas