Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Governo saudita diz que rei e príncipe herdeiro são 'linha vermelha'

O ministro de Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, afirmou que o rei Salman bin Abdulaziz e o príncipe Mohammed Bin Salman são uma "linha vermelha" para a Arábia Saudita e rejeitou o suposto envolvimento do herdeiro da coroa saudita no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.
EFE

Riad - "A liderança do reino da Arábia Saudita representada nas guardas das duas mesquitas sagradas (o rei) e o príncipe herdeiro são uma linha vermelha e não permitiremos tentativa algum de atacar nossos líderes", afirmou Al-Jubeir em entrevista publicada nesta terça-feira o jornal árabe internacional "Asharq Al-Awsat".


"Atacar os líderes do reino é tocar em todos os cidadãos", acrescentou.

O ministro fazia alusão às versões que vinculam o príncipe Mohammed com a morte do jornalista no consulado saudita em Istambul em 2 de outubro.

Veículos de imprensa americanos informaram na sexta-feira que a CIA tinha concluído que o herdeiro saudita ordenou o assassinato de Kh…

105 mísseis e 3 alvos: veja como foi o ataque, as armas utilizadas e quais foram os alvos na Síria

Estados Unidos, Reino Unido e França realizaram bombardeio na madrugada da sexta-feira (13). Ação partiu de navios e caças, com mísseis europeus e dos EUA guiados por GPS; veja infográfico.


Por G1


O bombardeio de Estados Unidos, França e Reino Unido a alvos supostamente relacionados a armas químicas na Síria começou por volta das 4h da madrugada na Síria (22h de sexta-feira em Brasília), no momento em que o presidente norte-americano Donald Trump anunciava a ação.

EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria  (Foto: Arte / G1)
EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria (Foto: Arte / G1)

A Rússia chegou a afirmar que a defesa antiaérea síria interceptou 71 mísseis, no entanto, o Departamento de Defesa dos EUA disse que nenhum dos 105 mísseis disparados sofreu interferência.

Os alvos

Centro de pesquisa e desenvolvimento Barzah

Localização: na região da grande Damasco
Suspeita de produção e testes de tecnologia química e biológica
Armas: 76 mísseis (57 Tomahawk e 19 ar-terra)

Armazém em Him Shinshar

Localização: perto de Homs
Suposto depósito de gás sarin e equipamentos de produção
Armas: 22 mísseis (9 Tomahawk, 8 Storm Shadow, 5 SCALP)

Bunker em Him Shinshar

Localização: Homs
Suposto depósito de armas químicas e posto de comando
Armas: 7 mísseis SCALP

De onde saíram os mísseis?

Navios no Mar Vermelho

  • Cruiser USS Monterey - 30 mísseis Tomahawk
  • Destroyer USS Laboon - 7 mísseis Tomahawk

Navio no Golfo Pérsico

  • Destroyer Higgins - 23 mísseis Tomahawk

Navios no Mediterrâneo

  • Fragata francesa - 3 mísseis SCALP
  • Submarino John Warner (EUA) - 6 mísseis Tomahawk

Pelo ar

  • Bombardeiros B1 Lancer (EUA) - 19 mísseis ar-terra
  • Tornados e Typhoons (Reino Unido) - 8 mísseis Storm Shadow
  • Rafales e Mirages (França) - 9 mísseis SCALP

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas