Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

105 mísseis e 3 alvos: veja como foi o ataque, as armas utilizadas e quais foram os alvos na Síria

Estados Unidos, Reino Unido e França realizaram bombardeio na madrugada da sexta-feira (13). Ação partiu de navios e caças, com mísseis europeus e dos EUA guiados por GPS; veja infográfico.


Por G1


O bombardeio de Estados Unidos, França e Reino Unido a alvos supostamente relacionados a armas químicas na Síria começou por volta das 4h da madrugada na Síria (22h de sexta-feira em Brasília), no momento em que o presidente norte-americano Donald Trump anunciava a ação.

EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria  (Foto: Arte / G1)
EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria (Foto: Arte / G1)

A Rússia chegou a afirmar que a defesa antiaérea síria interceptou 71 mísseis, no entanto, o Departamento de Defesa dos EUA disse que nenhum dos 105 mísseis disparados sofreu interferência.

Os alvos

Centro de pesquisa e desenvolvimento Barzah

Localização: na região da grande Damasco
Suspeita de produção e testes de tecnologia química e biológica
Armas: 76 mísseis (57 Tomahawk e 19 ar-terra)

Armazém em Him Shinshar

Localização: perto de Homs
Suposto depósito de gás sarin e equipamentos de produção
Armas: 22 mísseis (9 Tomahawk, 8 Storm Shadow, 5 SCALP)

Bunker em Him Shinshar

Localização: Homs
Suposto depósito de armas químicas e posto de comando
Armas: 7 mísseis SCALP

De onde saíram os mísseis?

Navios no Mar Vermelho

  • Cruiser USS Monterey - 30 mísseis Tomahawk
  • Destroyer USS Laboon - 7 mísseis Tomahawk

Navio no Golfo Pérsico

  • Destroyer Higgins - 23 mísseis Tomahawk

Navios no Mediterrâneo

  • Fragata francesa - 3 mísseis SCALP
  • Submarino John Warner (EUA) - 6 mísseis Tomahawk

Pelo ar

  • Bombardeiros B1 Lancer (EUA) - 19 mísseis ar-terra
  • Tornados e Typhoons (Reino Unido) - 8 mísseis Storm Shadow
  • Rafales e Mirages (França) - 9 mísseis SCALP

Postar um comentário

Postagens mais visitadas