Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

2 pilotos morrem em queda de helicóptero militar russo no mar Báltico

A Frota do Báltico russa confirmou a morte de dois tripulantes de um helicóptero Ka-29 que caiu esta noite no mar da região de Kaliningrado.


Sputnik

"Às 23h30, horário de Moscou [17h30 em Brasília] de 12 abril de 2018 um helicóptero Ka-29 caiu no mar Báltico quando realizava um voo de teste. Os dois tripulantes, pilotos de teste da empresa fabricante, morreram", informou o comunicado oficial.


Helicóptero Ka-29
Kamov Ka-29 © Sputnik / Georgy Zimarev

No local do acidente estão sendo realizadas operações de busca.

Anteriormente, uma fonte dos serviços de emergência disse à Sputnik que a equipe de resgate já encontrou o corpo de um dos pilotos.

O Kamov Ka-29 (Helix-B, segundo a classificação da OTAN) é um helicóptero naval desenvolvido para operações de desembarque e ataque, desenvolvido na União Soviética no início dos anos 1980.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas